Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Diretor da Fenam e deputado entregam a José Alencar estudo sobre necessidade de recursos emergenciais para a saúde


Foto: Fábio Paiva
Diretor da Fenam e deputado entregam a José Alencar estudo sobre necessidade de recursos emergenciais para a saúde
Vice-presidente (centro) recebe o documento e diz que "vai botar a boca no mundo pela saúde."


18/11/2008
Um estudo sobre a necessidade de liberação emergencial de R$ 2,67 bilhões para a saúde ainda este ano e a incorporação desses recursos ao piso constitucional do orçamento da saúde para 2009 foi entregue nesta segunda-feira, 17/11, ao vice-presidente da República, José Alencar, pelo deputado Darcísio Perondi, da Frente Parlamentar da Saúde, e pelo diretor de Assuntos Jurídicos da FENAM, Antônio José dos Santos. O documento também reforça a necessidade de regulamentação da Emenda Constitucional 29, considerada a solução definitiva do desfinanciamento do setor. Ao receber as lideranças da área de saúde em seu gabinete, Alencar reiterou que a causa é justa e que apesar de ser só o vice-presidente e não mandar nada no Governo, "vai botar a boca no mundo pela saúde". Para o deputado Perondi, o vice-presidente é o advogado que o Sistema Único de Saúde (SUS) precisava neste momento de crise.

O estudo havia sido solicitado por José Alencar, em audiência realizada na última sexta-feira (14/11), quando exercia a Presidência da República por conta da ausência do presidente Lula do país. Do encontro, participaram representantes da Frente Parlamentar da Saúde e de entidades nacionais ligadas ao setor, entre elas a FENAM. Na ocasião, José Alencar se emocionou ao lembrar a guerra que trava contra o câncer. "Eu posso pagar mais de R$ 4 mil por mês num plano de saúde, mas e quem não pode?", disse.

Na audiência desta segunda-feira, o vice-presidente José Alencar se comprometeu a conversar com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e com os ministros do Planejamento, Paulo Bernardo; da Fazenda, Guido Mantega; e da Casa Civil, Dilma Rousseff, para tentar sensibilizá-los quanto às necessidades do setor de saúde. Alencar pretende levar o assunto às reuniões da Junta Orçamentária, nesta terça-feira (18), e da Coordenação Política, na quarta-feira (19).

O vice-presidente reiterou que tem a obrigação e o dever de lutar pela saúde. "Estou ficando com complexo de culpa, porque eu, ocupando o cargo que ocupo, tenho tido toda a assistência. Não sou culpado por essa situação, mas isso mexe com a gente", desabafou José Alencar.

O diretor de Assuntos Jurídicos da FENAM acha que o vice-presidente se sensibilizou com o tema. "José Alencar transformou a reunião em uma sessão de trabalho, prometendo que já nesta quarta-feira, durante a reunião orçamentária com os ministros Guido Mantega, Dilma Rousseff e Paulo Bernardo, advogará em favor de nossa causa, inclusive, colocando-se também contra a cobrança da Contribuição Social para a Saúde (CSS)", assinalou Antônio José dos Santos. Ele explicou que o vice-presidente da República havia solicitado um documento no qual as lideranças do setor de saúde explicassem, detalhadamente, tudo o que estava sendo reinvidicado, a fim de que pudesse se inteirar e defender o posicionamento das entidades. Na ocasião, Antônio José destacou o compromisso da FENAM com uma saúde pública de qualidade. O diretor informou, ainda, que já enviou e-mail para os três ministros pedindo a aprovação dos recursos extras incorporados ao orçamento e a aprovação da regulamentação da Emenda 29.

O deputado Darcísio Perondi diz ter saído da audiência feliz. "O vice-presidente da República assumiu esse compromisso de lutar para melhorar o acesso de todos os brasileiros ao SUS. Ele vive um momento difícil, trava uma guerra contra o câncer, mas, graças a Deus, está pensando também nos outros brasileiros, que não têm o dinheiro que ele tem para pagar o tratamento. Arrumamos um ótimo advogado. Estou com muita esperança de que ele vai convencer o presidente Lula a liberar esses R$ 2,67 bilhões para não fechar os postos de saúde e hospitais no mês de dezembro", concluiu o parlamentar.

Fonte : Fábio Paiva, da Assessoria de Imprensa do deputado Darcísio Perondi, e Denise Teixeira



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1416 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)