Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar




Palavras-chave

Diretoria do Simego discute atuação de optometristas com autoridades



22/01/2009
A diretoria do Sindicato dos Médicos de Goiás (Simego) se reuniu nesta quarta-feira, 21/01, com o Secretário Municipal de Saúde, Paulo Rassi, para discutir a atuação de optometristas em Goiânia. Os dirigentes do sindicato estão preocupados com a saúde ocular da população goianiense.
O presidente do Simego, Leonardo Reis, demonstrou sua inquietação quanto ao exercício ilegal da medicina por pessoas cuja profissão não é regulamentada no país. Além disso, ele lembrou que a prática da consulta oftalmológica dentro de um estabelecimento comercial do ramo óptico, caracteriza venda casada e ressaltou a importância da população denunciar esse tipo de prática irregular.

O encontro surtiu efeito no mesmo dia. Ontem mesmo um estabelecimento comercial que vendia produtos ópticos e fazia consultas foi fechado pela Polícia. Segundo nota da imprensa, a Polícia Civil prendeu um suposto optometrista que realizava consultas no local.

Paulo Rassi enfatizou que esse tipo de profissional não está habilitado nem autorizado para realização de diagnóstico e tratamento de doenças oculares, pois essas são atribuições exclusivas dos médicos oftalmologistas. Rassi solicitou que as denúncias sejam encaminhadas não somente à secretaria de Saúde para a cassação do alvará de funcionamento, mas também para a Polícia.

O assessor jurídico do Simego, Marun Kabalan, juntamente com o assessor parlamentar Cristian Gomes, que acompanha a tramitação dos projetos de regulamentação profissional no Congresso, e o presidente da Sociedade Goiana de Oftalmologia, Solimar Moisés, também estiveram na reunião. Todos entendem que a atividade dos optometristas, além de lesiva à população, é prática criminosa no que diz respeito ao exercício da medicina.

Segundo Leonardo Reis, é importante que a população e a classe médica se unam e apontem a prática desses atos. "Somente com denúncias os órgãos competentes poderão atuar com veemência, impedindo danos à saúde da população", finalizou Reis.

Fonte : Imprensa Simego, com edição de Denise Teixeira



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1338 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)