Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar




Palavras-chave

Pesquisa mostra altas taxas de sedentarismo no lazer



15/06/2005
O sedentarismo ? cada vez maior na popula??o e est? associado a agravos cardiovasculares, c?ncer, diabetes, hipertens?o arterial e sa?de mental. Os grupos mais sujeitos ao sedentarismo s?o o das mulheres, o dos idosos e o de pessoas de baixa escolaridade. Essa ? a conclus?o deum estudo realizado por Francisco Pitanga e In?s Lessa, da Universidade Federal da Bahia, que objetivou verificar a preval?ncia e os determinantes do sedentarismo no lazer em 2.292 adultos da cidade.

O sedentarismo no lazer pode ser identificado como a n?o participa??o em atividades f?sicas nos momentos de lazer.

De acordo com artigo publicado na edi??o dos Cadernos de Sa?de P?blica, todos os participantes da pesquisa foram entrevistados em domic?lio.

A preval?ncia de sedentarismo no lazer foi de 72,5%. Para idade e o estado civil, o sedentarismo no lazer predominou na faixa et?ria de 40 a 59 anos e entre os casados, separados e vi?vos. Quanto ao sexo e ? escolaridade, o maior percentual foi observado entre as mulheres e entre o grupo dos analfabetos at? a 4? s?rie do ensino fundamental. "Uma explica??o para menor atividade f?sica no lazer por pessoas com menor escolaridade seria sua inser??o em atividades pesadas e n?o sedent?rias no trabalho, conseq?entes ? baixa qualifica??o, que ? dependente da escolaridade. O inverso ocorre para pessoas com escolaridade mais elevada e atividade sedent?ria no trabalho", explicam os pesquisadores no artigo.

Um dado importante encontrado no estudo ? o efeito protetor da idade para sedentarismo no lazer em mulheres com mais de 60 anos. Segundo a equipe, "nessa faixa et?ria, elas j? criaram seus filhos, muitas vezes, j? estando aposentadas, tendo conseq?entemente mais oportunidades para participar de atividades f?sicas nos seus momentos de lazer".

De acordo com os pesquisadores, os resultados apresentados s?o importantes para a sa?de p?blica, ? medida que podem ser utilizados para demonstrar os altos n?veis de sedentarismo no lazer em adultos na cidade de Salvador, bem como para identificar fatores associados ou determinantes dessa situa??o. Eles afirmam que, "desta forma,

ser? poss?vel implementar programas de incentivo ? pr?tica de atividades f?sicas direcionados mais especificamente para subgrupos populacionais mais afetados pelo sedentarismo".



Fonte : Ag?ncia Notisa - 17/06/05



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 489 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)