Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

SinMed/MS organiza manifestação contra venda de álcool líquido



17/07/2009
O Sindicato dos Médicos do Mato Grosso do Sul está promovendo uma grande manifestação contra a venda de álcool líquido. Para isso, a entidade conta com o apoio do Corpo de Bombeiros, SAMU, secretarias Municipal e Estadual de Saúde e Sesc. O sindicato também já coletou mais de 500 assinaturas visando à regulamentação da venda do produto.

Distribuição de cartilhas informativas, faixas, cartazes, peça teatral e muita conversa. Foi assim que o Sindicato chamou a atenção da população de Campo Grande, capital do Estado, para uma triste realidade: as milhares de vítimas de queimaduras provocadas pelo álcool líquido.

Na Praça Ary Coelho, o SinMed/MS, com o apoio do Corpo de Bombeiros, SAMU, Sesc e órgãos da saúde estadual e municipal, fez um grande movimento contra a comercialização indiscriminada do produto.

O objetivo do sindicato com o abaixo assinado é recolher mais de 300 mil assinaturas para depois encaminhá-lo ao Congresso Nacional. O SinMed/MS luta, junto com entidades nacionais, pela regulamentação da venda do produto ou por sua completa substituição pela versão gel.

O diretor administrativo da entidade e presidente da Federação dos Médicos do Centro Oeste e Tocantins (Fimco-TO), João Batista de Medeiros, aponta outras alternativas para que a venda e a utilização do álcool líquido sejam feitas de forma mais racional. "Enquanto a comercialização do produto na versão líquida não é suspensa, queremos que haja uma regulamentação quanto às embalagens e ao volume comercializados. Uma das ideias é estampar, assim como o ministério da Saúde faz com os cigarros, imagens de lesões e cicatrizes causadas pelos acidentes com o álcool. Outra opção seria a venda do produto em menor quantidade e em embalagens apropriadas", explica o diretor.

Tanto a Câmara Municipal, quanto a Assembléia Legislativa, se comprometeram a realizar audiências públicas e apoiar o movimento. Porém, é fundamental o apoio da sociedade.

Já tramita no Congresso Nacional um projeto de lei para tirar o álcool líquido das prateleiras, mas, segundo o SinMed/MS, "o lobby da indústria teria conseguido frear a medida". A diretoria do Sindicato dos Médicos considera que o interesse comercial não pode se sobrepor aos interesses da sociedade.

O abaixo assinado estará à disposição em todas as unidades de saúde 24 horas e na Santa Casa de Campo Grande.
Fonte : SinMed/MS, com edição de Denise Teixeira



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1309 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)