Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Médicos de Cuiabá continuam pedindo demissão



10/09/2009
Os médicos da rede pública de saúde de Cuiabá continuam entregando seus pedidos de demissão. Desde o último dia sete, 80 profissionais já pediram exoneração, por conta das más condições de trabalho e da falta de reajuste nos salários.

A categoria decidiu se desligar do serviço público, depois de dois anos tentando negociar com a prefeitura. Como não obtiveram resultado nas negociações com o governo, os médicos se mobilizaram na tentativa de solucionar os problemas que atingem a categoria e o setor de saúde do município. O diretor da FENAM e do Sindicato dos Médicos do Mato Grosso, Edinaldo da Fonseca Lemos, disse que entre os problemas está o déficit de leitos para os pacientes e a falta de material e de infraestrutura, principalmente no Pronto Socorro da capital. "Às vezes, o médico está disponível para fazer o atendimento, mas falta leito, medicamento e estrutura para fazer um exame", ressaltou.

Em entrevista à Radio FENAM, Edinaldo da Fonseca Lemos falou sobre a mobilização e como está o processo de negociação com a prefeitura.
Confira


Fonte : Taciana Giesel, com edição de Denise Teixeira



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1331 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)