Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Número de transplantes caem e fila de espera aumenta no Pará



21/12/2009
No estado do Pará cerca de 1696 pessoas aguardam na fila por um transplante de órgãos no estado. no primeiro semestre de 2009 04 pessoas estavam na fila à espera de um coração, 905 de uma córnea e 787 de um rim. Os dados são da Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos no Brasil (CNCDO). Para tratar do assunto no âmbito nacional e para organizar a realização do Congresso Brasileiro de Órgãos em Belém, que acontecerá na capital em 2010, esteve em Belém o presidente da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), Valter Garcia.

Valter Garcia participa das discussões nacionais sobre transplantes de órgão e pode falar sobre a situação do Estado na captação de órgãos e do número de transplantes realizados. 'Um transplante envolve várias situações e atores, que vão desde a conscientização da população pra o ato de doação, como o atendimento do paciente e da família, a estruturação da rede pública para a captação do órgão e realização do transplantes. E isso precisa ser debatido com todos os setores da sociedade', ressaltou Garcia.

Para Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa) os principais entraves para o aumento do número de transplantes de córneas e rins no Pará são as deficiências na captação e na infra-estrutura necessária para as cirurgias. 'O número de transplantes no Pará está reduzido e isso afeta diretamente a qualidade de vida dos pacientes e da família de quem está na esperança de conseguir um órgão para viver', declarou.

De acordo com o médico João Gouveia, diretor Sindmepa, a melhoria da infra-estrutura para transplante no Estado sempre foi uma bandeira de luta do sindicato. 'Lutamos tanto pela melhoria quanto pela ampliação para outros tipos de transplantes de órgãos. E também estamos em busca da reativação do transplante cardíaco, que era realizado no hospital Ofir Loyola e foi fechado há dois anos e desde então os pacientes são enviados para outros Estados', declarou.

Reunião - O Sindmepa solicitou reunião com a secretaria de Estado de Saúde do Pará (Sespa) para que o assunto seja debatido com o sindicato e as demais entidades que estão ligadas a ese discussão no Pará: a Associação dos Renais Crônicos do Pará, a CNCDO, representantes do hospital Ofir Loyola e a equipe de transplante do Estado.
Fonte : Assessoria de Imprensa Sindmepa



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1179 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)