Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

MG: médicos decidem através de enquete se Hospital João XXIII paralisa suas atividades



03/02/2010
Por decisão tomada na assembleia geral realizada no último dia dia 28, na sede do Sindicato dos Médicos de Minas Gerais (SINMED-MG), os médicos vão responder a uma enquete dizendo se aprovam ou não a paralisação das atividades no Hospital João XXIII.

Durante as assembleias, são freqüentes as denúncias sobre atitudes intimidatórias de chefes de clínicas para que médicos e residentes preencham documentos, que, por deliberação da categoria, não devem ser preenchidos. Na última assembleia, por exemplo, os médicos relataram que está havendo uma pressão muito grande, por parte do chefe da clínica de cirurgia plástica, para que eles preencham as folhas de rosto. Os participantes do movimento declaram seu repúdio a esse tipo de atitude, que, segundo eles, demonstra "irresponsabilidade e falta de coleguismo".

Representantes do Conselho Regional de Medicina, que estiveram na última assembleia, declararam que os médicos podem contar com o apoio do órgão, que estará presente para buscar um respaldo ético para qualquer decisão da categoria.

Encaminhamento na triagem é privativo dos médicos

Vejam o parecer do Conselho Regional de Medicina sobre a triagem envolvendo encaminhamento de pacientes em hospitais de urgência e emergência

Pode o profissional enfermeiro encaminhar os pacientes que se enquadrem na cor azul do Protocolo de Manchester para atendimento nas Unidades Básicas de Saúde do município?

Não. O protocolo prevê somente a classificação para prioridade de atendimento.

Esse procedimento pode ser considerado triagem?

Sim. O atendimento de pacientes de unidades de urgência e emergência, com encaminhamento para outras unidades de atendimento, pressupõe exame, diagnóstico e conduta, atos de natureza eminentemente médica.

Para esclarecer dúvidas, abaixo orientações sobre o movimento caixa zero:

1- Não preencher as AIHs (Autorizações de Internação Hospitalar)

2- Não preencher as guias de procedimentos de alto custo, quando realizados pela Fhemig

3- Os documentos que devem ser preenchidos são: prontuário e descrição de ato cirúrgico;folha de sala (somente os anestesistas, na parte relativa ao procedimento anestésico). Colocar apenas nome legível, assinatura e número do CRM. Não utilizar carimbo

4- Não elaborar laudos suplementares

5- Na solicitação de exames complementares, incluindo os de alto custo, preencher somente o impresso comum. Colocar nome legível, assinatura e número do CRM, sem carimbar. Observação: não anexar o impresso de alto custo à solicitação médica

6-Não utilizar o software Alert: preencher o prontuário do paciente com todas as informações pertinentes como identificação, história clínica, exame físico, pedidos de exame, etc. Fazer os pedidos de exames complementares em duas vias. Anexar uma ao prontuário
fazer as prescrições em duas vias no formulário padrão;

7- Intensificação do preenchimento do livro de ocorrências
Fonte : Imprensa SINMED-MG, com edição de Denise Teixeira



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 707 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)