Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Três principais entidades médicas do RS juntas na nova diretoria do SIMERS


Foto: Imprensa SIMERS/divulgação
Três principais entidades médicas do RS juntas na nova diretoria do SIMERS
No centro, Paulo Argollo, presidente, e Maria Rita de Assis Brasil, vice, ladeados por Dirceu Rodrigues, presidente da AMRIGS, e Cláudio Franzen, presidente do CREMERS.


26/03/2010
As três maiores entidades da categoria médica gaúcha selaram uma união histórica ao ter seus principais dirigentes juntos, pela primeira, em uma gestão do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS).

Na posse da diretoria do sindicato para o período de 2010 a 2012, em Porto Alegre, os presidentes do SIMERS, Paulo de Argollo Mendes, do Conselho Regional de Medicina (CREMERS), Cláudio Balduíno Franzen, e da Associação Médica do RS (AMRIGS), Dirceu Francisco de Araújo Rodrigues, destacaram as prioridades para a luta da classe: aprovação do piso nacional de R$ 7 mil e da lei do Ato Médico, ambos tramitando no Congresso Nacional; criação da carreira de Estado para médico e implantação da tabela de honorários já adotada em planos de saúde e área privada para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Argollo, que começa o quinto mandato à frente da entidade, a maior na área sindical médica na América Latina graças à sua alta densidade de associação (quase 70% dos profissionais em atuação no RS), ressaltou que a união das três siglas dará novo impulso às pautas que afetam diretamente o trabalho médico. Franzen e Rodrigues integram agora conselho de representantes do SIMERS.

O presidente do Sindicato, que também preside a Federação Nacional dos Médicos (Fenam), entidade que reúne 330 mil médicos, citou que o piso para 20 horas já está pautando negociações no Estado, mesmo aguardando conclusão da análise pelos parlamentares federais.

O Plano de Carreira, Cargos e Vencimentos (PCCV), que teve estudos da Fundação Getúlio Vargas e busca valorização da formação e diferentes especialidades, foi proposto a inúmeros municípios, como Porto Alegre e Canoas e em diversas regiões gaúchas. "Todas essas ações vão assegurar melhor condição de assistência médica à população e acabará, por exemplo, com a falta de médicos. Com a união das entidades, tenho certeza de que vamos alcançar nossos objetivos", projetou Argollo.

O presidente do CREMERS considera fundamental a atuação conjunta, mesmo que cada uma desempenhe suas atribuições técnicas. "Estávamos isolados e hoje agimos acima de questões pessoais, com uma pauta comum que nos une. Essa aproximação potencializa esforços, que só beneficiarão o trabalho médico e a sociedade que confia no nosso papel", ressaltou Franzen.

O dirigente do conselho, exemplificou que a parceria ocorre tanto nas pautas relacionadas a carreira, remuneração e exercício da profissão, como no combate a problemas que impedem assistência adequada. "Fizemos interdições éticas a partir de denúncias do sindicato. Vamos continuar agindo forte ante condições impraticáveis para o trabalho da categoria", completou. "A aprovação das propostas dará novo rumo para a saúde no Brasil", assegurou o dirigente.

Para o presidente da AMRIGS, a nova atuação desafia e deve amplificar as ações que dominam a pauta no Estado e em todo o País. Rodrigues lembrou que o PCCV, a regulamentação da Medicina (única profissão da saúde até hoje sem delimitação da área de atuação) e o piso nacional são plataformas que já uniram as entidades nacional - Conselho Federal de Medicina (CFM), FENAM e Associação Médica Brasileira (AMB).

"Não estamos mais divididas. O pensamento não é só do SIMERS, AMRIGS ou CREMERS, mas da classe médica", valorizou o presidente da Associação Médica.
Fonte : Imprensa SIMERS



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 724 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)