Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

PE: plantonistas das principais emergências do Estado denunciam assédio moral



04/06/2010
Na última terça-feira (01), os médicos da emergência do Hospital da Restauração (HR), Getúlio Vargas (HGV) e Agamenom Magalhães(HAM), localizados no Estado de Pernambuco, estiveram no Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), em reunião convocada pelo Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), para relatar a situação das emergências e casos de assédio moral contra os profissionais.

Na ocasião, os médicos repassaram ao presidente do Cremepe, André Longo, o caos em que se encontram as emergências dos hospitais referidos, como: superlotação, falta de leitos, equipes incompletas e sobrecarga de trabalho. O mais grave, foi revelado pelos médicos do Hospital da Restauração, que denunciaram estar sofrendo assédio moral.

Constrangimento e assédio moral

Segundo os médicos do HR, os auxiliares de apoio administrativos do hospital perseguem e intimidam os profissionais, causando constrangimentos, caracterizados como assédio moral pela Defensoria Médica do Simepe, presente na reunião.

" O trabalho médico em condições adversas já pressupõe assédio moral, o caso do HR é mais agravante, pois há casos evidentes de intimidação por parte dos diretores técnicos e médicos, além de sobrecarga excessiva de demanda e falta de condições de trabalho", indignou-se o presidente do Simepe, Sílvio Rodrigues.

Ele exemplificou, também, a situação do HGV. "Apesar de apresentar as mesmas dificuldades e problemas técnicos, estruturais e funcionais que o HR, os médicos do HGV não sofrem repressões e não são expostos a situações constrangedoras, ao contrário, recebem apoio dos diretores técnicos para um melhor desenvolvimento do trabalho e funcionamento da emergência", finalizou.

Diante das acusações feitas pelos médicos, o Cremepe solicitou o livro de ocorrências dos últimos quatro meses das três emergências. Em seguida, foi proposto aos médicos que construíssem um documento com todos os relatos de assédio e irregularidades, assinado por todos. O Simepe vai entrar com ação por substituição processual em favor dos médicos, representação ética profissional no Cremepe, além de tomar todas as medidas judiciais, visando responsabilizar os praticantes de assédio moral contra os médicos.

Veja o que é assédio moral segundo a Lei 13.314, 15 de outubro de 2007

* Ser cobrado de atribuições incompatíveis com o cargo que ocupa ou em condições adversas e prazos insuficientes (procurar vaga em outras unidades de saúde);

* Exercício de funções triviais para quem exerce funções técnicas especializadas;
* Reiteração de críticas e comentários depreciativos sobre o trabalho do servidor (ameaças, ofensas, piadas, etc);

* Sonegação de informações (falta de clareza nas rotinas e atribuições dos servidores) e condições;

* Submissão a efeitos físicos e mentais que prejudiquem o desenvolvimento das atividades (sobrecarga de demandas e de pacientes, falta de condições de trabalho como: falta de estacionamento da unidade, água para beber, falta de equipamentos médicos mínimos necessários)
Fonte : SIMEPE



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 814 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)