Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Presidente da FENAM apoia comissão que vai elaborar proposta de carreira no SUS


Foto: divulgação/FENAM
Presidente da FENAM apoia comissão que vai elaborar proposta de carreira no SUS
Para Cid Carvalhaes, todos os profissionais da saúde merecem uma carreira de estado, mas por conta de peculiaridades, a carreira para os médicos deveria ser vista de maneira diferenciada


17/09/2010
Em entrevista à FENAM TV, o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Cid Carvalhes, apoiou a iniciativa do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, em implantar a comissão especial que vai elaborar a proposta de carreira de estado para os profissionais que atuam no Sistema Único de Saúde. Cid Carvalhaes disse que todos os trabalhadores da área da saúde merecem uma carreira de estado, mas considera que por conta de peculiaridades do exercício da atividade médica, a carreira para esses profissionais deveria ser vista de maneira diferenciada.

"Não estamos levantando hipóteses de que somos melhores ou piores, que somos mais ou somos menos; isso está fora de qualquer debate. O que temos debatido de maneira muito veemente é que a peculiaridade da atividade médica é diferente. Basta analisarmos, por exemplo, a existência de 53 especialidades distintas e 54 áreas de atuação. Por si só, isso é um argumento essencial para que tenhamos a visão de que a carreira de estado para o médico é diferente das demais", explicou Carvalhaes, acrescentando que a comissão é muito bem vinda. "Nós sempre defendemos a carreira de saúde para o médico e o Ministério da Saúde entendeu que deveria estendê-la aos demais profissionais da área da saúde", ressaltou o dirigente.

Durante a entrevista, o presidente da FENAM também falou sobre determinados critérios que não podem deixar de embasar a carreira dos médicos no SUS. Entre eles, estão a definição de que o ingresso na carreira deve ser feito por concurso público, obedecendo a uma ordem de classificação; condições técnicas de atendimento,instalação e funcionamento adequadas para atender à população, além de remuneração adequada para que o médico viva de maneira descente, além da implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) elaborado pela entidade, que prevê uma série de considerações no progresso dos profissionais.

Cid Carvalhaes também destacou que a FENAM vai lutar para que as deliberações do documento saiam do papel e sejam aprovadas no Congresso assim que forem concluídas. "O que nós esperamos é que os projetos que são de interesse coletivo continuem, independentemente de quem os gestou e dos próximos responsáveis pelo governo. As entidades médicas e a FENAM, em especial, não vai deixar de manter a posição de defesa naquilo que ela sempre acreditou ser coerente", acentuou.

Em julho deste ano, durante o Encontro Nacional das Entidades Médicas (ENEM), José Gomes Temporão apresentou formalmente a Portaria 2.169/10, que criou a comissão especial para elaborar a proposta de carreira para os profissionais que atuam no SUS. O grupo, formado por representantes da categoria médica, dos enfermeiros e dos cirurgiões-dentistas, vai produzir um documento nos próximos 90 dias com os critérios que vão embasar a carreira e buscar soluções para falta de profissionais permanentes na atenção à saúde da população brasileira.

Confira a entrevista na FENAM TV !
Fonte : Taciana Giesel, com edição de Denise Teixeira



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1494 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)