Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

RS: sem acordo, médicos de Carazinho cancelam sobreaviso



04/11/2010
A partir da zero hora desta sexta-feira, 5, o Hospital de Caridade de Carazinho (RS) ficará sem o plantão médico de sobreaviso. A medida se deve ao impasse entre a instituição e os mais de 30 médicos que prestam o serviço. Os profissionais buscam a formalização dos contratos, o reajuste do valor pago pela hora trabalhada, que hoje é de apenas R$ 8,00, e espaço para discussão de iniciativas para melhoria da saúde no município.

"A direção apresentou uma proposta de R$ 0,80 de aumento e somente a partir de dezembro. É aviltante", lamenta o diretor do Sindicato Médico do RS (SIMERS) Volnei Malheiros, que se reuniu com dirigentes do HCC na tarde desta quarta-feira, 3, no município. Para o diretor, a falta de valorização dos médicos é um entrave para o acordo. Malheiros lembra que o SIMERS havia notificado o hospital, dando prazo de 30 dias para uma solução. O Sindicato também publicou nota oficial nos jornais da cidade, para esclarecimento à população.

"Sem avanços não haverá mais a escala que garante o suporte dos especialistas que atuam na emergência. Não podemos aceitar esta precarização", explica o diretor da entidade. Além da formalização do contrato de trabalho para as jornadas especiais de sobreaviso, solicitada pela equipe médica desde 2003 e nunca aceita pelo hospital, o grupo reivindica o aumento da remuneração para R$ 12,00 por hora de disponibilidade. Os serviços do HCC, que incluem 161 leitos, atendem cerca de 60 mil habitantes de Carazinho e cidades vizinhas.

O QUE É O SOBREAVISO
É uma modalidade de plantão a qual o médico não está presente, mas fica disponível 24 horas por dia e com o telefone sempre ligado. Em uma escala de médicos das mais diferentes especialidades, os profissionais garantem apoio aos colegas da emergência, para os pacientes atendidos no pronto socorro e encaminhados à internação. Eles também realizam uma primeira avaliação de casos com diagnóstico mais complexo.
Fonte : SIMERS



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 970 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)