Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Fórum confronta Fundação no SUS e mostra modelo de BH



26/01/2011
Evento marcado para as 18h30 desta quarta, 26, na Câmara de Vereadores de Porto Alegre, confrontará o modelo de fundação de saúde - proposta de prefeituras gaúchas, como a da Capital e que fracassou em Novo Hamburgo, e o SUS como está na Constituição Federal.

Um dos destaques será a apresentação do caso de Belo Horizonte, que hoje tem 75% da população com atendimento de Saúde da Família e que segue a contratação direta, com carreira pública de servidores, garantia de continuidade das ações, permanência de médicos, incentivos para atuar em áreas de risco, e resultados decisivos para melhoria da saúde, com queda de internações hospitalares, por exemplo.

Promovido pelo Sindicato Médico do RS (SIMERS), o Fórum NÃO À FUNDAÇÃO NO SUS é aberto a toda a população. "Estamos diante da maior ameaça à saúde pública desde a implantação do SUS. A sociedade precisa entender o que está em jogo e descobrir que a assistência pode melhorar seguindo o que está na lei, desde que os gestores públicos queiram", alerta o presidente do SIMES, Paulo de Argollo Mendes.

O Sindicato, ao lado de dezenas de entidades, de usuários e do Conselho Municipal de Saúde, quer mostrar que há ações dentro do sistema a serem feitas para garantir saúde. Falta de médicos e baixa cobertura podem ser atacadas com trabalho sério, melhor remuneração, garantia de capacitação e aumento do número de equipes. A Capital tem apenas 99 equipes próprias e cobertura de 22% da população.

A médica Sônia Gesteira, da Prefeitura de Belo Horizonte e que coordenou a implantação do programa no começo dos anos 2000, mostrará a experiência mineira, que hoje soma 537 equipes de Saúde da Família e já analisa mais ampliação, com meta de chegar a classes de renda média e média alta, já que o SUS deve ser universal. O Fórum preparará também a sociedade para a Audiência Pública de 3 de fevereiro, também na Câmara (a partir das 18h30), e que confrontará os modelos.

>> O EVENTO "FÓRUM NÃO À FUNDAÇÃO"
DIA: 26 de janeiro
LOCAL: Auditório Ana Terra da Câmara Municipal
HORÁRIO: 18h30 às 20h30

> PROGRAMAÇÃO:
Abertura
Paulo de Argollo Mendes – Presidente do SIMERS
Maria Letícia de Oliveira Garcia – Coordenadora do Conselho Municipal de Saúde
Claudio Augustin – Presidente do SINDSEPE / RS
Aragon Érico Dasso Júnior – Palestrante da UERGS
Sônia Gesteira de Matos – Palestrante da Secretaria Municipal da Saúde de Belo Horizonte - MG

Palestras:
- "Aspectos jurídicos e formais das Fundações"
Aragon Érico Dasso Júnior, professor da UERGS
- "Relato da experiência do programa Estratégia Saúde da Família de Belo Horizonte"
Médica Sônia Gesteira e Matos, prefeitura de Belo Horizonte:
Fonte : Simers



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 925 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)