Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

PE: legistas aprovam proposta e encerram Operação-Padrão no IML do Recife



23/03/2011
Em Assembleia Geral Extraordinária (AGE) realizada na noite da última terça-feira (22), os médicos legistas aceitaram a nova proposta do Governo do Estado de Pernambuco, com ressalva e encerraram a operação padrão do Instituto Médico Legal (IML) do Recife, que já durava quase duas semanas. A decisão foi tomada depois de quase horas três horas de intensos debates sob a coordenação dos presidentes do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), Silvio Rodrigues, da Associação Pernambucana de Medicina e Odontologia Legal (Apemol), Carlos Medeiros e do Conselho Regional de Medicina (Cremepe), André Longo. A assembleia realizada no auditório do Simepe, bairro da Boa Vista, com a participação de mais de 50 profissionais terminou por volta das 23h15 e aprovou o reajuste proposto pelo governo, que varia entre 14,51% a 32,95% até o mês de junho, a manutenção da jornada de trabalho de 30 horas semanais e dos quinquênios.

Além disso, os legistas reivindicaram a ampliação da estrutura no Serviço de Verificação de Óbitos (SVO), na Cidade Universitária, para ter condições de acelerar a liberação dos corpos. Outra decisão da assembleia é que o serviço de perícia traumatológica deverá ser normalizado a partir desta quarta-feira (23) hoje, na área que não havia sido interditada pelo Cremepe, na semana passada.

De acordo com o presidente da Apemol, Carlos Medeiros, os profissionais não aceitam serem transferidos para a estrutura da Secretaria de Saúde, para não haver perda salarial. "Queremos sim permanecer vinculados à SDS até junho, quando planejamos definir um Plano de Cargos, Carreiras e Salários e uma carreira exclusiva para a categoria".

O presidente do Simepe, Silvio Rodrigues, assinalou que a assembleia foi importante e pautada pelo debate, bem como a construção conjunta de uma proposta para os próximos três meses, onde se iniciará nova mesa de negociação. "A decisão de assembleia em suspender a momentaneamente a operação-padrão é uma demonstração de que a categoria se preocupa com a população e quer negociar", frisou.

Para o presidente do Cremepe, André Longo, a decisão dos legistas foi positiva, com um gesto para o Governo do Estado e, sobretudo, em respeito à população. " Esperamos que a reforma do IML tenha celeridade a fim de que possa ser restabelecido os trabalhos no órgão. Defendemos ainda um plano de manutenção diária das salas de necropsias do IML", acentuou.

Nova assembleia foi marcada para a próxima segunda-feira (28), às 19h, na sede da Apemol em Santo Amaro, para avaliar a resposta do governo. A perspectiva dos médicos legistas é que um novo acordo seja feito no mês de junho, para uma reposição, em definitivo, todas as perdas dos últimos anos.
Fonte : Simepe



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 943 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)