Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

PA: médicos se reúnem com secretária Municipal de Saúde de Belém



27/07/2011
Os diretores do Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa), João Gouveia e Wilson Machado, participaram, nesta terça-feira, 26, pela manhã, de reunião com a secretária municipal de Saúde de Belém, Sylvia Santos, no gabinete dela. O encontro – que também envolveu o presidente da Câmara Municipal de Belém, vereador e médico Raimundo Castro, um grupo de médicos traumatologistas e representantes de hospitais conveniados ao Sistema Único de Saúde (SUS) na capital paraense – teve como objetivo discutir, entre outras, a problemática da segurança dos médicos no trabalho. O tema veio à tona em função de episódio ocorrido recentemente, no Hospital Santa Terezinha, quando médicos foram ameaçados, após informarem que não seria possível a internação de uma criança que chegou ao hospital sem regulação do SUS.

A traumatologista Márcia Teixeira, que trabalha no Hospital e estava presente no referido episódio, contou que a criança foi levada ao local por um bombeiro depois de receber atendimento de urgência no Pronto Socorro Municipal da 14 deMarço, mas chegou sem a regulação necessária. 'Chegamos a ficar impedidos de sair do hospital por viaturas da polícia. Tudo isso por conta de um problema que não é nosso, é do sistema', lamentou.

A administradora do Santa Terezinha, Cláudia Lobato, relatou que, hoje, é até difícil de encontrar profissionais dispostos a trabalhar no hospital, em função da insegurança, que se soma aos baixos honorários pagos. 'A questão não é só de pagamento. A insegurança do profissional é muito grande. Eles vivem sobressaltados e tendo que contornar situações como a dessa criança', explicou.

A mesma opinião tem a administradora da Clínica dos Acidentados, Gisele Maradei. Segundo ela, manter o convênio do hospital com o SUS está cada vez mais difícil. 'Os profissionais vivem hoje em dia em uma total insatisfação e insegurança. Não é nosso objetivo deixar de atender o SUS, mas, sem profissionais, não temos como fazer nada', destacou.

O diretor do Sindmepa, João Gouveia, explicou que o Sindicato já solicitou audiência com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup) para expor a situação e que o Conselho Regional de Medicina do Pará (CRM-PA) enviou documento ao Ministério Público do Estado manifestando preocupação com declarações do promotor militar Armando Brasil, que, através da Imprensa, disse que mandaria prender médicos que se recusassem a prestar socorro, como se fossem os médicos que decidissem todo o processo de regulação do sistema.

Os médicos, então, solicitaram à secretária que responda, não só sobre esse ponto, mas também sobre outros problemas que envolvem a categoria, como o não repasse da contribuição previdenciária ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), embora os valores sejam descontados normalmente dos vencimentos; uma maior divulgação de todo o processo de regulação à população, às unidades básicas de saúde e às autoridades policiais e judiciárias, para que deixem de interferir erroneamente nesse processo; a fixação de uma data para o pagamento da categoria e a possibilidade de uma complementação dos honorários.

A secretária tem um prazo de 48 horas para examinar as demandas e dar uma resposta à categoria. Além disso, ficou estabelecida com ela uma reunião por mês para tratar das questões que envolvem a Sesma, como as distorções salariais, a falta de condições adequadas de trabalho e o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR), que atualmente se encontra parado.
Fonte : Sindmepa



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1047 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)