Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

MS: marco regulatório da saúde complementar é debatido pelo CRM-MS e entidades nesta segunda-feira


Foto:
MS: marco regulatório da saúde complementar é debatido pelo CRM-MS e entidades nesta segunda-feira
Mesa redonda reunirá em Campo Grande representantes do CFM, AMB, Fenam e das operadoras dos planos de saúde


01/08/2011
Os marcos regulatórios da saúde complementar no Brasil estarão em discussão em Campo Grande-MS, na segunda-feira (1º), durante mesa redonda que reunirá o Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul (CRM-MS), o Conselho Federal de Medicina (CFM), a Associação Médica Brasileira (AMB) e a Federação Nacional dos Médicos (Fenam). Representantes das sociedades de especialidades e das operadoras dos planos de saúde também foram convidados.

Durante o encontro, a partir das 19h30, na sede do CRM-MS, o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) falará sobre as propostas para novos marcos regulatórios para o setor, por meio da apresentação de uma nova lei ou pela consolidação da legislação já existente. Ele é relator da proposta na subcomissão especial criada para avaliar o sistema de saúde complementar, vinculada à Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara Federal.

Atualmente, cerca de 100 projetos sobre o tema estão em tramitação na Câmara Federal, segundo informações do site oficial da Casa de Leis. Diversas medidas provisórias e portarias da Agência Nacional de Saúde (ANS) também alteraram a essência da lei nº 9656, de junho de 1998, que dispõe sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde em todo o país. O objetivo da subcomissão é regular, de fato, o setor no Brasil, definindo regras claras que normatizem a saúde suplementar. O relatório preliminar do deputado Mandetta deverá ser discutido no final de agosto e, até lá, serão ouvidos representantes das entidades médicas e das operadoras dos planos de saúde. As sugestões apresentadas serão analisadas e poderão ser incluídas no relatório final, a ser encaminhado para votação.

Entre as reivindicações dos médicos estão: reajuste dos honorários, para que contemplem, pelo menos, a Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM) vigente e plena; e reajuste nos procedimentos médicos.
Complementar e Suplementar - A saúde suplementar, consiste na atuação da iniciativa privada na área da saúde, por meio, principalmente, da oferta de planos e seguros privados de assistência à saúde. A atuação da iniciativa privada nesse setor - que foi estimulada pela previdência social - passou a ser regulamentada e fiscalizada após o novo tratamento dado pelo texto constitucional de 1988 à saúde.

Já a saúde complementar faz parte do Sistema Único de Saúde (SUS) e está prevista no artigo 199, § 1º da Constituição Federal. É por meio dessa previsão constitucional que o setor privado está autorizado a complementar as ações e serviços de saúde que fazem parte do SUS, que é a rede de serviços e ações públicos de saúde prevista no artigo 198 da Carta Constitucional.
Fonte : SINMED MS



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1075 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)