Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

PE: Amil terá 60 dias para apresentar melhorias



09/08/2011
Foram três horas de muitas conversas, reclamações, promessas e uma ou outra discussão mais acalorada. No fim das contas, os representantes do Fórum Estadual de Saúde Suplementar deram um prazo de 60 dias para que a operadora Amil melhore o atendimento aos usuários no estado de Pernambuco. Ou vão entrar com uma ação na Justiça. A Amil é dona dos planos Medial e Excelsior e conta com 200 mil clientes. A reunião de ontem aconteceu no auditório da Defensoria Pública de Pernambuco. Foi a primeira de uma série de três encontros com as maiores fontes de queixas por falta de cobertura assistencial na defensoria e no núcleo regional da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A Amil é a campeã. Amanhã será a vez do Ideal Saúde. Na sexta serão ouvidos os representantes do Real Saúde.

Os participantes do fórum – que inclui a Defensoria Pública, a ANS, o Sindicato dos Médicos, o Sindicato dos Hospitais, o Cremepe, a Adeccon – destacaram o impedimento ao atendimento pelos idosos. Também falaram sobre rede credenciada desproporcional ao número de clientes, a negativa de procedimentos aos usuários e a baixa remuneração dos médicos.

O diretor médico da Amil, Valace Portella, ficou quase 1h30 calado, ouvindo as reclamações. Então ligou o data show e apresentou as dificuldades do grupo depois de adquirir os planos locais (as contas no vermelho foi a principal delas). Também mostrou as ações que estão em curso, como a reestruturação dos centros médicos. E garantiu que a conversa sobre os honorários médicos também será levada adiante.

Cristina Sakaki, defensora pública e coordenadora do fórum, considerou positivo o grupo Amil ter aceitado o convite. "Nosso objetivo é evitar a judicialização. Nos próximos 60 dias, vamos acompanhar se as promessas estão sendo cumpridas." O presidente da Comissão Estadual de Honorários Médicos, Mário Lins, ficou menos empolgado. "Não foi nada conclusivo."

Lins também falou sobre a decisão da Justiça de derrubar a liminar que permitia as entidades representativas dos médicos incentivar ações em massa contra os planos, como o descredenciamento. "Não recebemos a decisão ainda. Mas temos uma reunião nesta Brasília quinta". Os médicos ameaçam suspender o atendimento aos clientes do Exelsior a partir de 1º de setembro.
Fonte : Simepe



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 735 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)