Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar




Palavras-chave

RS: médicos do Incar de Uruguaiana procuram auxílio jurídico do SIMERS



09/09/2011
Médicos do Instituto de Cardiologia (Incar) de Uruguaiana procuraram o SIMERS, no dia 8, para obter orientações jurídicas. Os cardiologistas pretendem ingressar com ações individuais contra o prefeito municipal, Sanchotene Felice, por calúnia e difamação, proferidas em entrevistas à rádio local ou escritas em documentos. O grupo também o denuncia por omissão de socorro, em virtude do fechamento de serviços assistenciais, e improbidade administrativa.

Os problemas entre Felice e a categoria médica em Uruguaiana vêm de longa data. O Sindicato já protocolou, na Delegacia de Polícia, duas queixas-crime contra o chefe do Executivo, e, no Judiciário, outros processos por falta de pagamento de salários. "Nossa relação com o prefeito ocorre somente por intermédio dos tribunais", revelou o diretor Edson Prado Machado. Os cardiologistas ainda aguardam os valores referentes ao trabalho realizado de 1o de abril a 6 de maio na UTI coronariana, fechada depois que o afastamento de um especialista inviabilizou o cumprimento das escalas. Enquanto isso,a comunidade uruguaianense segue sem a Unidade de Tratamento Intensivo, hemodinâmica e cirurgia cardíaca.
Fonte : SIMERS



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 949 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)