Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Médicos fazem coletiva em Brasília para anunciar detalhes da paralisação nacional do atendimento


Foto: CFM, FENAM, AMB
Médicos fazem coletiva em Brasília para anunciar detalhes da paralisação nacional do atendimento
Na oportunidade, serão anunciados os detalhes da paralisação em todo o país do atendimento aos planos de saúde, a se realizar na próxima quarta-feira, 21 de setembro.


19/09/2011
Brasília será palco, em 20 de setembro, de uma coletiva à imprensa promovida pelas três entidades médicas nacionais – Associação Médica Brasileira (AMB), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Federação Nacional dos Médicos (Fenam). Na oportunidade, serão anunciados os detalhes da paralisação em todo o país do atendimento aos planos de saúde, a se realizar na próxima quarta-feira, 21 de setembro.

Às 10h30, na sede do CFM (SGAS 915 Lote 72 - Asa Sul, Brasília), haverá a apresentação da lista de planos que terão o atendimento interrompido, estado por estado. As lideranças médicas também esclarecerão como funcionarão os serviços de urgência e emergência, além dos próximos passos do movimento.

Histórico do movimento - A ideia é chamar a atenção da sociedade para os excessos praticados pelas empresas que penalizam os profissionais e, sobretudo, os pacientes. Entre os problemas relacionados pelas entidades médicas aparecem a negativa em negociar a revisão dos honorários médicos, a oferta de percentuais irrisórios ou a manutenção de medidas que interferem no atendimento dos pacientes.

A paralisação é um desdobramento direto do ato de 7 de abril, quando houve mobilização nacional dos médicos contra os problemas observados na saúde suplementar. Em alguns Estados, a paralisação será feita apenas contra alguns planos. No entanto, em outros há a intenção de suspender o atendimento de forma generalizada por conta de especificidades locais. Os nomes das empresas serão divulgados à imprensa aos médicos e à sociedade no dia 20 de setembro

Lista de reivindicações - Os médicos pleiteiam das operadoras a revisão dos valores pagos por consultas e outros serviços, tendo como parâmetro e referencia a Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM). Também cobram o fim da interferência antiética das operadoras na autonomia do profissional. A reorganização da própria assistência suplementar também está na pauta dos profissionais.

Visita ao Ministério da Saúde - No dia 21 de setembro, em Brasília, haverá café da manhã com parlamentares - na Câmara dos Deputados - quando os médicos entregarão um dossiê da saúde suplementar e defenderão mudanças no setor. Por volta de 11h00, foi solicitada audiência com o ministro da Saúde para colocá-lo a par de todos esses problemas
Fonte : FENAM, CFM, AMB



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 694 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)