Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

MG: Fhemig sinaliza avanços, mas médicos pediatras do Hospital João Paulo II decidem por manter o movimento



03/01/2012
Em assembleia geral extraordinária (AGE) realizada no Hospital Infantil João Paulo II (HIJPII), dia 22 de dezembro, os médicos da unidade deliberaram por encaminhar um documento à Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig) informando que não diminuirão o número de internações no hospital e também não efetuarão denúncia à Comissão de Residência Médica (Coreme), conforme carta enviada anteriormente aos gestores. A AGE contou com a presença do presidente do Sindicato dos Médicos de Minas Gerais, Cristiano da Matta Machado, e de representantes da Fhemig.

A decisão dos profissionais levou em conta a sinalização da gestão estadual que se comprometeu verbalmente a admitir pediatras em regime de contratação extraordinária por um período de 120 dias para cobrir a falta de profissionais no hospital infantil. De acordo com a assessora da administração Clínica da Fhemig, Lívia Mara Ferreira, presente à assembleia, o salário dos contratados será mais atrativo, entre R$ 1.250 e R$ 1.500 para plantões de 12h - duas vezes por semana, para atrair profissionais de fora da Fundação.

Há quase dois anos, a categoria aguarda a recomposição das equipes, principal item pauta de reivindicação. "A contratação de novos médicos vai resolver um problema emergencial, mas, para mudar a situação, o governo precisa melhorar a remuneração dos efetivos, que estão com os salários muito defasados em relação ao mercado, o que desestimula a permanência no hospital", diz a ouvidora sindical do Sinmed-MG e diretora clínica do HJPII, Helena Pinheiro Garrido.

A diretora reforça que o João Paulo II vive um verdadeiro caos: "Nenhum pediatra quer abandonar o hospital, pois além de equipes excelentes e de alto padrão, temos amor a nossa profissão, mas do jeito que a situação caminha tememos muito pelo futuro do João Paulo II".

A realização de concurso público foi outra promessa da Fhemig. O edital, segundo anunciado na assembleia, está previsto para ser publicado no Diário Oficial do Estado de Minas Gerais até 28 de março de 2012. Os representantes da administração central também garantiram que o Plano de Cargos e Carreiras e Salários (PCCS) dos profissionais será reformulado em regime de urgência.

Atendimento reduzido

A assembleia também deliberou pela continuação do atendimento reduzido e para que as fichas "verdes" (pacientes que não tenham urgência em serem atendidos) só sejam feitas no momento em que o paciente for atendido e não antecipadamente, após o acolhimento, conforme instruções da direção do hospital.

Também foi uma deliberação de assembleia que as coordenações orientem periodicamente os pacientes na sala de espera sobre o movimento, confirmando a redução do atendimento, com prioridade para as fichas vermelhas, laranjas e amarelas.
Fonte : Sinmed-MG



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 788 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)