Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

NOTA DE REPÚDIO: entidades acreanas manifestam revolta contra afirmações da Secretária de Saúde


Foto: Divulgação/Internet
NOTA DE REPÚDIO: entidades acreanas manifestam revolta contra afirmações da Secretária de Saúde
Durante programa de TV a secretária estadual do estado chamou médicos de mercenários.


02/02/2012
A diretoria do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC), a Associação Médica do Acre e a Sociedade Acreana de Pediatria vêm a público manifestar repúdio e revolta contra as afirmações feitas, em tom de sarcasmo, pela secretária Estadual de Saúde, a bióloga Suely Melo, que chamou os médicos de mercenários em entrevista ao programa Tribuna Livre, veiculado na TV Rio Branco, no dia 21 de janeiro.

A acusação, feita por uma gestora pública, secretária de Estado, de que os médicos priorizam o fator econômico chega a ser uma ofensa grave para toda a sociedade, demonstrando a falta de seriedade com que trata a saúde pública, além de demonstrar a falta de qualificação dela para administrar uma pasta que cuida da vida dos acreanos.

Suely Melo tenta desqualificar a categoria da qual faz parte o próprio governador Tião Viana, demonstrando insubordinação e quebra de confiança. Uma gestora que recebe um salário mensal de R$ 19.294,09, uma remuneração altíssima para um Estado que precisa de tantos profissionais de saúde chamados por ela de mercenários e que só buscam o enriquecimento.

Quando a secretária de saúde diz que a maioria prioriza a situação econômica passa uma sensação de temor para toda a população e desqualifica todo o trabalho de salvar vidas, desqualifica toda uma dedicação no ensino da medicina, fere a dignidade pessoal daqueles que exercem com amor a profissão que abraçaram, e, mais grave, a nosso ver, coloca em dúvida, de forma leviana, o próprio sistema público sustentado pelo Estado.

A falta de pediatras e outras especialidades no Estado não é apenas por mero interesse econômico, mas decorrentes de políticas públicas na área de saúde de âmbito federal, estadual e municipal. Oferecer soluções às causas dos problemas é obrigação de toda a sociedade e do governo executar medidas saneadoras. Como entidade de classe, o Sindmed/AC, sempre se colocou a disposição em colaborar com o governo do Estado, como já o fez em várias ocasiões. Portanto, não é ética a postura da secretária de saúde, verberar impropérios à classe médica do Estado do Acre.

Diante do exposto, solicitamos ao médico e governador Tião Viana que determine a Suely Melo, secretária de saúde, sua subordinada, que faça uma retratação pública da dessas injúrias proferidas à Classe Médica do Estado do Acre.

Fonte : indicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC), Associação Médica do Acre e Sociedade Acreana de Pediatria



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1277 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)