Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

RS: sindicato apresentou neste sábado ações de 2011 e planos até 2016



19/03/2012
O Sindicato Médico do RS (SIMERS) apresentou neste sábado (17), em Porto Alegre, o balanço de ações e das principais campanhas e conquistas de 2011, além de anunciar os desafios e metas para o período de 2012 a 2016. O SIMERS, considerada a maior entidade médica sindical do País em índice de associação (com filiação de cerca de 60% dos 24 mil profissionais em atividade no Estado), intensificará, nos próximos quatro anos, a luta pela implantação da carreira médica estadual no SUS, e melhoria da remuneração com adoção do piso médico nacional, aumento dos recursos para saúde pública e qualificação da formação sem criação de novas escolas médicas.

A assembleia de prestação de contas, que é aberta à comunidade - uma marca do evento a cada ano, começará às 10h, no Salão Mercosul do Hotel Sheraton (Rua Olavo Barreto Viana, 18), na Capital. O jornalista e apresentador da BandTV e BandNews, Ricardo Boechat, conduzirá a cerimônia. O encontro terá a presença de delegados que atuam em todo o Estado, nas regiões de abrangência da entidade, e diretores.

PLANOS
O presidente do Sindicato, Paulo de Argollo Mendes, destacará que em 2011 a proposta de carreira médica estadual já chegou ao governo e que o esforço daqui para frente será buscar condições para a implantação. "O secretário da Saúde, Ciro Simoni, é favorável", lembrou o dirigente. Argollo ressalta a preocupação da categoria hoje com a meta do governo federal de abrir mais escolas. Uma delas seria no Estado, vinculada a instituições hospitalares. "Temos o dobro do número de médicos de que o Estado precisa. Só que a presença dos profissionais no SUS reduz a cada dia. É urgente uma política para evitar esta saída e atrair novos profissionais", previne Argollo.

CONQUISTAS EM 2011
A entidade mostrou que esteve mais uma vez ao lado dos grandes temas da saúde no País e no Estado e na liderança de iniciativas para reverter o quadro de dificuldades. Entre elas as mobilizações para exigir a valorização de médicos do SUS e de planos (protestos em abril e setembro), denúncia da falta de condições de atendimento em hospitais e postos e luta contra a privatização do SUS ao combater a criação de fundações de direito público privado (Imesf, em Porto Alegre).

Na busca por melhor remuneração e relações de trabalho, foram diversas conquistas. Em Porto Alegre (municipários passaram a ter jornada de 20 horas, receberam aumento de 21% no piso e hoje têm o cargo de médico especialista). No Interior, houve reajustes de salários, reconhecimento de vínculo de trabalho e valorização de profissionais em muitas localidades. O ano foi marcado por nova estratégia de atenção dos médicos, com a implantação da Linha Direta (telefone instalado na sala dos médicos em hospitais) e gerentes de relacionamento, que captam as demandas nas regiões. "Estamos conectados para agir instantaneamente", traduz Argollo. O efeito de tantas ações está na extensão percorrida pelas equipes da entidade - 83 mil qulômetros.
Marcado por avanços tanto na defesa da valorização do trabalho médico como no reconhecimento do SIMERS e seu maior envolvimento em causas da sociedade. Hoje o Sindicato, com soma quase 14 mil associados, entre mais de 14 mil profissionais com registro no RS. Entre as conquistas institucionais do ano passado, estão a certificação ISO 14001 (na área ambiental) e o TOP de Marketing em Responsabilidade Social pela ADVB.

PRINCIPAIS FATOS EM 2011:

Ação na sociedade:
> Mobilização contra a criação do Imesf (Instituto Municipal de Estratégia da Saúde da Família) em Porto Alegre, marcada pela defesa dos princípios da Constituição. Mais de 60 entidades lideradas pelo SIMERS participaram da luta.
> Mobilização dos médicos do SUS e dos planos em busca de valorização e melhoria na remuneração (SIMERS liderou protestos locais dentor de campanhas nacionais)
> Denúncia de deficiências graves no SUS: redução de leitos, vagas ociosas no HPS, fechamento de hospitais e falta de médicos
> Engajamento social e ambiental: conquista do certificado da ISO 14001 (ambiental) e do TOP de Marketing Responsabilidade Social da ADVB.
Ação junto à categoria:

> Defesa de direitos dos médicos demitidos da Fugast e denúncia do impacto para a população
> Entrega de proposta de carreira médica estadual ao secretário Ciro Simoni
> Reajustes de 40% em consultas e de 20% em procedimentos do IPERGS
> Porto Alegre: nova carreira, com reajuste de 21%, jornada de 20 horas semanais e criação do cargo de médico especialista
> Interior: alguns exemplos - aumento de salários de médicos da ESF em Carazinho, gratificação para médico que atua em áreas de difícil acesso em Viamão, reconhecimento de vínculo de trabalho em diversos hospitais e municípios
> Conexão em tempo real com médicos no Interior - Linha Direta e gerentes de relacionamento que vão onde o médico está.
> Luta contra a atuação de médicos formados no Exterior, mas sem diploma revalidado e registro no Brasil. Ministério da Justiça reconhece a luta.
Fonte : SIMERS



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 914 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)