Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

PA: delegados sindicais são empossados em Marabá



22/03/2012
Diretores do Sindmepa estiveram em Marabá na sexta-feira para participar da posse dos novos delegados sindicais da entidade. Tomaram posse como delegados titulares os médicos Rodolfo Amoury Júnior e Daniel Cardoso de Azevedo, que têm como suplentes Walter José da Silva e Wildes dos Anjos Cavalcante. A posse aconteceu em meio a um coquetel no hotel Itacaiúnas, com a presença dos diretores João Gouveia e Waldir Cardoso.

Para Waldir Cardoso é importante a presença dos delegados sindicais em Marabá para representar os interesses da categoria médica do município diante das autoridades locais: 'A finalidade da delegacia é levantar as demandas concretas de interesse dos médicos na cidade, do ponto de vista da corporação, como remuneração e condições de trabalho, entre outras', disse o médico.

'Já temos um número acelerado de sindicalizações e isso é sinal de que as pessoas estão interessadas em melhorar. O nosso objetivo é fazer com que essas expectativas se concretizem', disse o médico Rodolfo Amoury, que comemorou a posse como delegado sindical de Marabá.

Visitas constatam péssimas condições

Os diretores do Sindmepa aproveitaram a viagem para promover visitas a unidades de saúde do município e verificar as condições de trabalho da categoria. Eles tiveram ainda audiências com o vice-prefeito, Nagilson Rodrigues Amoury; com a promotora do Ministério Público, Sabrina Daibes; a presidente da Comissão de Saúde da Câmara municipal, Júlia Rosa, além da vereadora Wanda Américo Gomes.

Nas visitas técnicas feitas às unidades, os médicos constataram problemas no Hospital Municipal de Marabá, que já tinha sido visitado em fevereiro por Waldir Cardoso e sobre o qual já foi elaborado um relatório sobre as péssimas condições de atendimento na emergência. Também foram visitadas as unidades da Estratégia Saúde da Família, que só atende a 4.5% da população.

No hospital materno-infantil de Marabá a realidade não é diferente da que se depara em Belém. Faltam plantonistas na sala de parto e material básico, o que expõe pacientes e médicos a riscos de contaminação, já que o hospital regional não atende a área materno-infantil. Os médicos também constataram a falta de medicamentos para estabilizar pacientes cardíacos encaminhados ao Hospital de Clínicas, em Belém.

O que chamou mais a atenção do grupo foram as condições do Instituto de Perícias Científicas Renato Chaves, o IML local, cuja precariedade surpreendeu os médicos. 'As condições são mais que precárias, são ordinárias', disse o médico João Gouveia, revelando que os exames de necropsias são realizados numa capela improvisada no cemitério do município. Além de só ter quatro médicos para os plantões do mês e não ter odontólogo, o IML não tem uma coordenação médica, sendo dirigido por um engenheiro civil.

Toda as visitas promovidas pelo Sindmepa às unidades do município serão relatadas e, relatório a ser encaminhado às autoridades competentes.
Fonte : Sindmepa



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 849 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)