Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

PA: médicos dão prazo à Sesma para regularizar problemas



08/05/2012
O Sindmepa está enviando ofício à Secretária Municipal de Saúde, Sylvia Santos, comunicando as deliberações da assembleia geral da categoria, realizada no último dia 3, onde os médicos decidiram aguardar por 15 dias uma resposta da Sesma às suas reivindicações. Caso não haja respostas favoráveis, a categoria ameaça paralisar suas atividades nos postos e unidades de saúde do município até ver suas reivindicações aceitas.

Os médicos da Sesma alegam no documento péssimas condições de trabalho (leia-se: instalações, equipamentos, materiais e medicamentos), salários irrisórios, perdas acumuladas de oito anos nos abonos que compõem a maior parte da remuneração, atraso sistemático no pagamento de plantões extras, falhas nas escalas de plantões e a falta de compromisso da prefeitura com a implementação do Plano de Cargos Carreiras e Vencimentos (PCCV), que virou promessa de campanha. Uma nova assembleia da categoria será marcada no final do mês, quando vai se deliberar novamente sobre greve. A decisão agora está nas mãos do prefeito.

Confira abaixo os termos do ofício enviado à Sesma:

Os médicos da SESMA reunidos em AGE no dia 03/05/12 deliberaram por enviar a vossa senhoria este documento nos seguintes termos:

1. Considerando as péssimas condições de trabalho nas Unidades de Saúde em relação às instalações, equipamentos, materiais e medicamentos;

2. Considerando as perdas salariais pelo congelamento dos abonos que compreendem a parte principal da remuneração nestes oito (08) anos;

3. Considerando o atraso sistemático no pagamento dos plantões extras com justificativas sem amparo legal;

4. Considerando as falhas nas escalas de plantão na U/E que comprometem a saída dos plantonistas médicos que não tem quem vá substituí-los;

5. Considerando a não implementação do PCCV da saúde nestes oito (08) anos apesar das reuniões intensivas sobre o assunto;

6. Considerando que o salário base do nível elementar, médio e superior ser o salário mínimo, causando desestimulo na graduação;

7. Considerando que os médicos na U/E ou no ambulatório apesar da mesma carga horária receberem honorários diferentes, até na mesma complexidade;

Solicitamos sua resposta as reinvindicações no período de 15 dias, ficando vossa senhoria ciente que temos AGE marcada para o final do mês de maio para deliberar sobre greve dos médicos no município de Belém.

Na luta pela dignidade profissional.

Sendo só o que nos apresenta para o momento, renovamos votos de elevada consideração e distinguido apreço.

Diretoria colegiada



Fonte : SINDMEPA



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 849 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)