Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Florianópolis: 80% dos médicos engajados na paralisação


Foto: Camila Spolti
Florianópolis: 80% dos médicos engajados na paralisação
Os médicos realizarem mobilização nas UPAs e postos de saúde da capital para interagir com os pacientes e garantir a adesão de colegas.


16/05/2012
A manhã do primeiro dia de paralisação dos médicos da prefeitura de Florianópolis terminou com a confirmação do engajamento de 80% dos profissionais da rede municipal de Saúde. A paralisação termina nesta quarta-feira, 16 de maio, quando às 16h, no hotel Floph, os médicos realizam assembleia para decidir os rumos do movimento.

O presidente do Sindicato dos Médicos do Estado de Santa Catarina (SIMESC), Cyro Soncini esteve com o secretário municipal de Saúde de Florianópolis, Clésio Espezim na manhã desta terça-feira quando foi informado que a procuradoria geral do município concluiu a análise do decreto que quando assinado pelo prefeito suspenderá o desconto na gratificação do Programa de Saúde da Família (PSF), principal motivo pela quarta paralisação dos médicos só este ano na capital catarinense.

"O entendimento agora é de que a suspensão do desconto não poderá ser feito mais via decreto, mas sim por lei. Na quarta-feira, às 11h temos novo encontro com o secretário, desta vez com a participação dos médicos da comissão ampliada para discutir detalhes desse novo rumo que parece que terá que ser dado à negociação que dura mais de um ano", disse Soncini.

Movimento

Após realizarem mobilização nas UPAs Norte e Sul, parte dos médicos percorreu os mais de 50 postos de saúde da capital para interagir com os pacientes e também garantir a adesão de mais colegas ao movimento. "A expectativa é de que consigamos integrar quase todos os profissionais ao movimento. A reação da população está sendo positiva porque ela sabe que o movimento é para melhorar a qualidade da saúde pública em Florinópolis", informa o diretor clínico da secretaria municipal de Saúde, Renato Figueiredo.


Atividades:

Quarta-feira (16/05): suspensão de atendimento das consultas nos postos de saúde (as demais atividades dos postos estarão funcionando). Na parte da manhã os médicos irão reforçar o atendimento nas UPAs norte e sul. Às 11h, reunião de dirigentes do Sindicato dos Médicos e da comissão ampliada com o secretário municipal de saúde. À tarde, a partir das 14h, os médicos realizam panfletagem no centro da capital (concentração em frente ao Senadinho, cruzamento da Felipe Schmidt e Deodoro). Às 16h, assembleia geral dos médicos no hotel Floph para decidir os rumos do movimento.
Fonte : SIMESC



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1084 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)