Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Florianópolis : médicos paralisam essa semana e aguardam participação dos dentistas no movimento


Foto: Zulma Carpes
Florianópolis : médicos paralisam essa semana e aguardam participação dos dentistas no movimento
Os médicos do município mantém o calendário de paralisação


22/05/2012
Além dos médicos, dentistas, enfermeiros e auxiliares de enfermagem são prejudicados com desconto ilegal na gratificação do PSF

Enquanto a comissão de trabalhos da prefeitura de Florianópolis não finaliza o texto do decreto de lei que será enviado à Câmara de Vereadores para suspender o desconto ilegal que é realizado na gratificação do Programa de Saúde da Família (PSF), os médicos do município mantém o calendário de paralisação. Essa semana, os trabalhos serão suspensos na terça e quarta-feira (22 e 23/05) e na próxima semana as atividades serão suspensas na terça, quarta e quinta-feira (29,30 e 31/05).

De acordo com o diretor Clínico da secretaria municipal de Saúde, Renato Figueiredo a opção pela manutenção do calendário de suspensão de atividades representa a indignação pelos mais de 13 meses de espera para a solução do problema. "Os médicos entenderam que não vale mais voto de confiança. Enquanto o projeto não for encaminhado para votação – e a promessa é de que isso ocorra até o final do mês, será mantida a mobilização com paralisação de atendimento", afirma.

Figueiredo explica que a paralisação dos médicos na semana passada ultrapassou os 90%. "Há médicos que não querem parar por motivos que respeitamos e os que não podem parar como é o caso dos médicos que estão de plantão nas UPAs nos dias das paralisações", explica.

Reforço ao movimento

Conforme o presidente do Sindicato dos Médicos do Estado de Santa Catarina (SIMESC), Cyro Soncini, o desconto na gratificação do PSF afeta todos os servidores que atuam no programa. "Não é uma ilegalidade que está ocorrendo só com os médicos. Dentistas, enfermeiros, auxiliares de enfermagem também têm descontos gradativos conforme o tempo de trabalho", explica.

A integração dos dentistas ao movimento deverá ser confirmada na terça-feira, quando os profissionais realizam assembleia para discutir o assunto. "Esperamos que os dentistas também iniciem o processo de pressão à prefeitura para que possamos juntos superar essa questão", conclui Cyro.
Fonte : SIMESC



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1258 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)