Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Relator da MP 568 reconhece que medida tem problemas e que Governo já estuda soluções para o texto


Foto: Divulgação/internet
Relator da MP 568 reconhece que medida tem problemas e que Governo já estuda soluções para o texto
Senador Eduardo Braga é o relator da MP na Comissão Mista que analisa o documento.


01/06/2012
Parlamentar diz que medida contém erros e acredita que não haverá espaço para aprovação no Congresso

O senador Eduardo Braga (PMDB-AM), relator da MP 568/2012 na Comissão Mista, recebeu na tarde da última quinta-feira (31), representantes da Federação Nacional dos Médicos e Conselho Federal de Medicina para debater os prejuízos que a Medida vêm causando aos médicos desde sua edição, em 14 de maio.

A medida prejudica os atuais e futuros servidores médicos dobrando jornadas sem acréscimo de vencimentos, reduzindo a remuneração em até metade e cortando valores de insalubridade e periculosidade. As perdas atingem, inclusive, aposentados (e pensionistas), que tanto já se dedicaram ao serviço público, enfrentando baixos salários e condições de trabalho adversas.

De acordo com o representante da FENAM na reunião, Jacó Lampert, o senador admitiu que a MP tem uma série de problemas e que o próprio Governo reconhece o erro. O senador apontou, segundo o dirigente, que não haverá ambiente no Congresso Nacional para a aprovação do texto. De acordo com o parlamentar, a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, já estuda sugestões para resolver os equívocos da MP, principalmente nos artigos que prejudicam a categoria médica, uma vez que a Medida Provisória contempla outros servidores do executivo federal.

"A FENAM reconhece que outras categorias foram beneficiadas pela MP, e não quer prejudicar ninguém. Pretendemos apenas que os médicos não sejam prejudicados," destacou o dirigente da entidade.

Enquanto a situação não se resolve, médicos de todo o Brasil estão mobilizados contra a decisão presidencial.

Na próxima terça-feira (5), uma audiência pública será realizada no Congresso Nacional para debater o tema.

A audiência com o senador foi convocada pelo vice-presidente do CFM, Aloísio Tibiriçá, que também compareceu na reunião.

Ouça na Rádio FENAM: Resumo da reunião das entidades médicas com relator da MP 568/2012
Fonte : Taciana Giesel



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 2000 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)