Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Campinas e Região: nota oficial sobre demissões Cândido Ferreira



04/06/2012
DEMISSÕES CÂNDIDO FERREIRA: Em defesa ao direito da população de Campinas à Saúde

O Sindicato dos Médicos de Campinas e Região - SINDIMED - no uso de suas atribuições, em nome da ética na prática da assistência à saúde e em defesa intransigente do direito à atenção integral, universal e de qualidade à saúde de toda a população de Campinas, vem a público manifestar sua preocupação e repúdio com as demissões em massa de funcionários da rede pública de saúde de Campinas atualmente em curso. Sem nenhum planejamento e sem garantir as substituições necessárias essas demissões, se levadas a cabo, agravarão ainda mais a já dramática situação por que passa a saúde em nosso município.

Lamentavelmente, a Prefeitura Municipal de Campinas não foi capaz de executar todas as ações necessárias, dentro dos prazos estipulados pelo Ministério Público Estadual, para promover as novas contratações e substituições dos cerca de 650 trabalhadores que deverão ser demitidos em decorrência da regularização do convênio com o Serviço de Saúde Cândido Ferreira. A despeito disso, a prefeitura deu início aos processos de demissão dos trabalhadores, o que quer dizer que a rede pública municipal de saúde encontra-se na iminência de perder, a um só lance, cerca de 650 (seiscentos e cinqüenta) trabalhadores, entre os quais cerca de 100 médicos.

Isto implicará redução significativa em atividades assistenciais e até mesmo interrupção completa de atendimento em diversas unidades, como os Pronto Socorros, os Pronto Atendimentos, Serviço de Internação Domiciliar, SAMU, setores do Hospital Mario Gatti, etc.

Consideramos que a população não pode ser ainda mais penalizada por falhas das administrações que postergaram por longo período o atendimento das exigências do Ministério Público para regularização dos contratos de trabalho e agora age de forma imprudente, dando aviso prévio a um enorme contingente de trabalhadores sem um plano de reposição imediata.

Se as demissões não forem suspensas imediatamente, as consequências serão desastrosas para a população usuária do SUS Campinas, em especial as classes sociais mais vulneráveis e que por isso devem ter as autoridades como tutores e não como algozes. Haverá grave desassistência à população com aumento, inclusive, do risco de desfechos fatais.

Diante deste quadro de iminente calamidade pública, endossamos a resolução do Conselho Municipal de Saúde aprovada pelo seu pleno em 30 de maio de 2012 e apelamos à Prefeitura Municipal de Campinas para que reconsidere e interrompa imediatamente as demissões em curso; apelamos também a sensibilidade social do Ministério Público para que frente à essa situação, firmem um acordo em torno de um plano que envolva a regularização da situação, com prazos de execução factíveis à luz das condições atuais.

Acreditamos fortemente na sensibilidade, na responsabilidade e no compromisso público e ético das autoridades competentes para o melhor encaminhamento deste grave problema.

Casemiro dos Reis Junior

Presidente do Sindicato dos Médicos de Campinas e Região (Sindimed)
Presidente da Federação dos Médicos do Estado de São Paulo (Femesp)
Fonte : Sindicato dos Médicos de Campinas e Região (Sindimed)



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1338 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)