Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Planos de Saúde: CCJ vai analisar projeto que evita descredenciamento inesperado



23/07/2012
Projeto de lei, aprovado pela Comissão de Seguridade Social, torna obrigatória a celebração de contratos escritos entre médicos e convênios para evitar os descredenciamentos súbitos e sem motivo. O projeto estabelece ainda que, uma vez por ano, as duas partes devem renegociar o valor dos honorários. Para o relator do projeto, deputado Eleuses Paiva, do PSD de São Paulo, esta medida complementa a lei dos planos de saúde.

A consultora de moda Karla Beatriz tem rinite alérgica e desde os sete anos de idade se consultava com o mesmo médico. Há três meses, em plena crise, ela descobriu na hora da consulta que seu alergista não aceitava mais o plano de saúde dela. Quando falou com o seguro, eles aconselharam Karla a simplesmente procurar outro médico [sonora].

Isso acontece porque hoje não há nada que obrigue os planos de saúde a firmar contratos com hospitais, clínicas e médicos conveniados, o que torna a relação entre eles frágil e o mercado, muito instável. O deputado Mandetta, do Mato Grosso do Sul, é médico e conta que esta desregulamentação é ruim também para os profissionais da saúde.

O projeto segue agora para apreciação da Comissão de Constituição e Justiça.
Fonte : Agência Câmara



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 615 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)