Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

BA: médica é ameaçada de morte durante plantão



10/08/2012
Um grupo fortemente armado posicionou-se em frente ao Instituto de Perinatologia da Bahia (Iperba), em Brotas, na madrugada da última segunda-feira (6), ameaçando uma médica da maternidade para que fizesse um parto contra a indicação da profissional. Os momentos tensos vividos por ela e toda a equipe médica chegaram ao conhecimento do Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed), na manhã desta segunda-feira.

Segundo relato da profissional que – por motivos óbvios -, não quis se identificar, por volta de 1h30, deu entrada na maternidade Ruth Silva Souza, que é presidiária em liberdade condicional, apresentando um quadro de falso trabalho de parto. Após examinada, a paciente foi orientada a permanecer na unidade de saúde para, dali a uma hora, ser novamente avaliada, como é o procedimento padrão em casos de pré-parto.

Reagindo agressivamente à orientação médica, a paciente exigiu internamento para que fosse realizado o parto e agrediu verbalmente a médica, ameaçando-a de morte e dizendo que era traficante em liberdade condicional e que não lhe custava nada matar alguém.

Pouco tempo depois, 19 homens fortemente armados ocuparam a frente da maternidade, ameaçando toda a equipe, exigindo que fosse feito um parto cesariano na paciente. A equipe médica acionou a Polícia, mas, segundo o relato, houve certa demora até a chegada da guarnição, o que aumentou o pânico no local. Somente ao avistarem as viaturas, os homens fugiram.

Diante deste quadro de forte insegurança, os médicos do Iperba solicitam mais proteção e um posto policial permanente no local. O Sindimed está encaminhando ofício ao promotor de Justiça Rogério Queiroz, ao secretário de Saúde Jorge Solla, e o secretário de Segurança Maurício Teles Barbosa, solicitando medidas de segurança pessoal para a equipe médica e para a maternidade. De acordo com o presidente do Sindimed, Francisco Magalhães, outra denúncia de insegurança também foi feita por médicos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Mãe Hilda, localizado no Largo do Curuzu, na Liberdade. Recentemente, durante um tiroteio em frente à unidade, parte dos envolvidos invadiu o local, causando pânico entre médicos, funcionários e pacientes.
Fonte : SINDIMED/BA



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 667 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)