Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

CE: sindicato apoia luta de residentes de Medicina de Família e Comunidade



18/09/2012
Na última segunda-feira, 10 de setembro, os médicos residentes de Medicina de Família e Comunidade estiveram na sede do Sindicato dos Médicos do Estado do Ceará para entregar uma carta aberta à diretoria do SIMEC e pedir apoio da entidade para enfrentar a situação na qual a categoria se encontra. A residência de Fortaleza já formou mais de 120 especialistas. O programa foi construído através de um processo de qualificação que agora, segundo os residentes, está correndo bastante perigo de ser extinto.

Na carta, os médicos denunciam que eram quarenta residentes no ano passado (2011) e que atualmente são dezesseis. Entraram apenas quatro novos residentes, das 30 vagas ofertadas pelo município de Fortaleza. Para eles, um dos motivos que levaram a essa redução de residentes foi a retirada da complementação da bolsa incentivo (proposta orientada nacionalmente pelo Ministério da Saúde para que a gestão municipal incentive e ajude na melhoria dos programas de residência de Medicina de Família).

Apesar de todo o incentivo e apoio que recebem da coordenação da residência e da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC), os residentes estão insatisfeitos e reivindicam também melhor infraestrutura, mais vagas nas maternidades e marcação de exames e melhores condições de trabalho. Os médicos reclamam também dos atrasos na bolsa de residentes e preceptores, bem como o corte da bolsa-incentivo para os novos residentes e o fim das vagas para especializandos.

Com o documento, os médicos residentes esperam expor à sociedade sobre o momento atual da atenção primária no intuito de que se lute por melhorias para toda população e para os profissionais.

SIMEC
No mesmo dia em que foi entregue o documento, o vice-presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, Samuel Abranques, entrou em contato com a Secretaria de Saúde do Município para tratar do assunto com o Coordenador de Gestão Hospitalar da SMS, Eli Pinheiro Ellery, mas sua secretária disse que ele não podia falar no momento e retornava. Até o momento o SIMEC não recebeu o devido retorno à ligação. A diretoria do SIMEC apoia o movimento da categoria e continuará tentando intevir para uma solução.
Fonte : SIMEC



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 992 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)