Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar




Palavras-chave

AM: renúncia comprova crise na Unimed Manaus



04/10/2012
Em carta publicada hoje (3) nos jornais A Crítica e Diário do Amazonas o ex-presidente da Unimed Manaus, Asdrúbal Melo, tornou público a renúncia que fez ontem, com toda diretoria, ao cargo de presidente da maior cooperativa médica em atuação na Região Norte. A Unimed Manaus enfrenta desde dezembro do ano passado grave crise administrativa e financeira e o Sindicato dos Médicos do Amazonas (Simeam) foi convidado por um grupo de cooperados para intermediar o conflito com a cooperativa.

Segundo Mario Vianna que coordena a Comissão do Simeam em defesa da Unimed Manaus, a atitude do ex-presidente e da diretoria reflete a grave crise anunciada pelo Sindicato desde o ano passado. "Estamos acompanhando a situação crítica da cooperativa e trabalhando para preservá-la, a pedido dos cooperados, desde dezembro de 2011. Essa ação já deveria ter sido tomada, não sei por que aconteceu só agora, véspera de uma assembleia geral extraordinária onde o Conselho Fiscal vai mostrar o relatório de análises específicas da assessoria contábil, que já deveria ter sido apresentado resumidamente aos cooperados como sugerimos", disse.

Para Mario Vianna que preside o Sindicato dos Médicos do Amazonas, entidade que foi procurada pelos cooperados para intermediar os conflitos com a Unimed Manaus, os acontecimentos precisam ser acompanhados e analisados pelos cooperados durante assembleia na quinta-feira (4), no auditório do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas com convocações às 18h, 19h e 20h.

O dirigente alerta aos cooperados que mais importante do que organizar uma nova eleição, é verificar através de uma assessoria jurídica e contábil competente e imparcial, a responsabilidade da antiga gestão e caso comprovada, os gestores possam ser responsabilizados judicialmente, evidentemente tendo direito a ampla defesa e contraditório, inclusive ressarcindo possíveis prejuízos à Unimed Manaus para que os cooperados não sejam penalizados.

O presidente do Simeam esclarece que não estará presente na assembleia, em virtude do compromisso assumido anteriormente em Brasília, com o grupo de trabalho da Comissão Nacional de Cooperativismo Médico no Conselho Federal de Medicina (CFM) que vai discutir as formas de controle para o alto custo das Órteses, Próteses e Materiais Especiais (Opme), bem como a nova crise da Unimed Manaus.
Fonte : SIMEAM



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1007 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)