Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

No Ceará, médicos irão paralisar no Dia do Médico



09/10/2012
Reunidos ontem, representantes das três entidades médicas cearense (Conselho Regional de Medicina do Ceará, Sindicato dos Médicos do Ceará e Associação Médica Cearense) decidiram aderir ao movimento Nacional contra o abuso cometido pelos planos e seguros de saúde. No Ceará, os médicos conveniados aos planos irão paralisar suas atividades eletivas no dia 18 de outubro, Dia do Médico, em protesto contra os honorários pagos pelos planos de saúde e também contra ao tratamento dado aos usuários.

O período de 10 a 25 de outubro, de acordo com deliberação das assembleias coordenadas pela Comissão de Honorários Médicos de cada Estado, ocorrerão manifestações públicas (atos cívicos, caminhadas, concentrações, etc.) e a suspensão de consultas e outros procedimentos por meio dos planos de saúde em todo o Brasil.

Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, José Maria Pontes, a exploração dos planos de saúde em relação aos médicos e aos usuários é grande. "Vamos aproveitar e denunciar também a nossa saúde pública que está um caos", diz José Maria.

No dia da paralisação, os médicos irão participar de um café da manhã com entrevista coletiva de imprensa, na sede do Sindicato dos Médicos do Ceará.

Os pacientes deverão ser informados da suspensão do atendimento pelos convênios, podendo ter suas consultas e procedimentos eletivos reagendados. Todos os casos de urgência e emergência receberão a devida assistência.

A manifestação é referendada pela Associação Médica Brasileira (AMB), Conselho Federal de Medicina (CFM), Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e pelo conjunto das sociedades de especialidades médicas, sendo que sua organização será articuladas nos estados pelas entidades regionais.

Saiba mais:

Conheça as reivindicação da categoria médica:

1. Reajuste dos honorários de consultas e outros procedimentos, tendo como referência a CBHPM.

2. Inserção nos contratos de critério de reajuste, com índices definidos e periodicidade, por meio de negociação coletiva

3. Inserção nos contratos de critérios de descredenciamento

4. Resposta da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), por meio de normativa, à proposta de contratualização, encaminhada pelas entidades médicas

5. Fim da intervenção antiética na autonomia da relação médico-paciente.

SERVIÇO:
Paralisação dos Médicos conveniados a Planos de Saúde
Café da Manhã com entrevista coletiva para imprensa
Data: 18 de outubro, Dia do Médico.
Horário: 8 horas.
Local: Auditório do Sindicato dos Médicos do Ceará.
Endereço: Pereira Filgueiras, 2020, sala 901.
Fonte : SIMEC



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 796 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)