Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

PE: médicos de Planos de Saúde seguem na luta pela CBHPM


Foto:
PE: médicos de Planos de Saúde seguem na luta pela CBHPM



09/11/2012
Em Assembleia Geral, realizada na última terça-feira (06/11), na Associação Médica de Pernambuco (AMPE), os médicos conveniados aos planos de saúde aprovaram as propostas das operadoras: Gremes/Unidas (Grupo de Empresas de Autogestão em Saúde), Amil, Medial, Saúde Excelsior, Viva Saúde e Bradesco Saúde.

As operadoras SulAmérica e Hapvida, que não negociaram com a Comissão Estadual de Honorários Médicos (CEHM/PE), foram criticadas pelo descaso demonstrado em relação ao movimento dos médicos pernambucanos pela implantação da CBHPM (Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos).

Na reunião estiveram presentes as presidentes do Conselho Regional de Medicina (Cremepe) Helena Carneiro Leão e da Associação Médica de Pernambuco (AMPE), Silvia Costa Carvalho, bem como médicos de várias sociedades de especialidades.

O presidente da CEHM/PE, Mario Fernando Lins, classificou como bastante positivo o movimento desencadeado pelos profissionais em outubro passado, uma vez que os objetivos foram atingidos junto aos usuários e prestadores. Os médicos reivindicaram reajustes nos honorários, “o fim da interferência antiética das operadoras na relação médico-paciente”, a inclusão de índices de reajuste nos contratos e a fixação, nesses contratos, de uma periodicidade para os reajustes – que devem ser, segundo demandam, definidos em negociações coletivas.

Mario Lins mostrou-se otimista em relação às perspectivas e enfrentamentos para 2013, assinalando para os profissionais intensificarem a mobilização, união e luta pela implantação da CBHPM vigente.

Outro ponto positivo destacado durante a reunião foi a participação das entidades médicas (Simepe, Cremepe e AMPE) e da Federação das Cooperativas de Especialidades Médicas (Fecem), além da Sociedade de Radiologia de Pernambuco no movimento, que “seguindo as orientações das entidades representativas médicas local e nacional, também aderiu ao movimento em favor de maior respeito aos médicos, em busca da melhoria dos honorários.

Existem hoje 371.788 médicos atuando no Brasil, segundo o último censo do Conselho Federal de Medicina (CFM). Destes, cerca de 160 mil atendem a planos de saúde. “Há 1.037 planos de saúde no Brasil, que atendem a 48 milhões de usuários que arrecadam por ano R$ 82 bilhões. Estamos lutando para reequilibrar este sistema. Durante dez anos, o reajuste foi praticamente zero para os médicos. Vamos continuar em frente, defendendo os interesses da categoria”, enfatizou Mario Lins.
Fonte : SIMEPE



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 969 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)