Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

PR: médicos iniciam suspensão de atendimento aos planos de saúde


Foto: Divulgação/Internet
PR: médicos iniciam suspensão de atendimento aos planos de saúde
Médicos votaram pela paralisação que se iniciou nesta segunda-feira (12).


09/11/2012
Os médicos prestadores de serviço aos planos de saúde iniciaram suspensão ao atendimento a planos de saúde nesta segunda-feira (12). O movimento durará 15 dias e a decisão foi tomada em assembleia geral realizada na última quarta-feira (07). A paralisação já estava programada para o início de outubro, mas em função de um apelo da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Paraná ela foi adiada, até que se finalizassem as negociações intermediadas pela comissão.

Serão suspensas as consultas e demais procedimentos eletivos de todas as operadoras que atuam no Estado, com exceção da Fundação Copel e Fundação Sanepar (que já negociaram termos e valores aceitos pela categoria) e das UNIMEDs (cuja negociação se dará no âmbito de assembleias dos cooperados). Os atendimentos de urgência serão mantidos.

O movimento de paralisação se fez necessário diante do insucesso das negociações individuais e coletivas com as operadoras de saúde e as entidades que a representam tendo e vista o reajuste dos valores pagos por consultas e procedimentos e a regularização dos contratos nos termos do que exigem o Código Civil e a Agência Nacional de Saúde (ANS), no que diz respeito a prazos, jornada de trabalho, cláusula de reajuste anual, entre outras questões.

"O movimento médico é nacional e 21 estados fizeram algum tipo de paralisação em outubro. No Paraná, conduzimos de forma diferente e, com apoio da Comissão de Defesa do Consumidor, tentamos evitar a paralisação até quando foi possível. Mas a comissão teve das operadoras as mesmas respostas que estamos recebendo a anos, de intransigência e má vontade para negociar. Enquanto as operadoras acumulam lucros volumosos, o médico, o principal agente deste serviço, só vê sua condição de trabalho piorando, e isso prejudica a qualidade do atendimento ao usuário", disse o presidente da Associação Médica do Paraná, João Carlos Baracho.

Para o secretario seral do Simepar, Darley Wollmann, "antes da tentativa de mediação pela ALEP, as operadoras estavam desrespeitando os médicos e os usuários, agora ficou claro que elas não respeitam nem a Assembléia Legislativa, que aliás, instaurou uma CPI para investigar os planos. Vamos acompanhar a CPI e pressionar para que as OPs sejam obrigadas a mudar sua postura para garantir atendimento médico de qualidade aos usuários".

Durante os 15 dias de paralisação, os pacientes de médicos que aderirem o movimento serão procurados e informados da suspensão do atendimento e terão suas consultas e procedimentos reagendados para depois do dia 27 de novembro.

OPERADORAS DE SAÚDE QUE SERÃO AFETADAS PELO MOVIMENTO MÉDICO NO PARANÁ

ALLIANZ

AMIL - ASSISTÊNCIA MÉDICA INTERNACIONAL LTDA

ASSOCIAÇÃO EVANGÉLICA BENEFICENTE DE LONDRINA

BACEN – BANCO CENTRAL DE BRASIL

BB SEGUROS SAÚDE

BRADESCO SAÚDE

CAAPSML – CAIXA DE ASSISTÊNCIA, APOSENTADORIA E PENSÕES DOS SERVIDORES

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL.

CAPESESP - CAIXA DE PECÚLIOS – ASSISTÊNCIA E PREVIDÊNCIA DOS SERVIÇOS DA

CASSI - CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL

CLINIPAM - CLÍN. PARANAENSE ASSIST. MÉD. LTDA

CONAB – COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO

ECT – EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA.

EVANGÉLICO SAÚDE S/C LTDA

FASSINCRA- FUNDAÇÃO ASSISTENCIAL DOS SERVIDORES DE INCRA.

FUNDAÇÃO ASSEFAZ –FUND. ASSIST. DOS SERVIDORES DO MINISTÉRIO DA FAZENDA

FUNDAÇÃO SAÚDE ITAÚ

FUPS – ASSOCIAÇÃO FUNDO DE PROTEÇÃO À SAÚDE

GEAP – FUND. DE SEGURIDADE SOCIAL SUPERINTENDÊNCIA ESTADUAL NO PARANÁ

GOLDEN CROSS

HOSPITAL MAL. CÂNDIDO RONDON LTDA (SEMPRE VIDA)

ITAIPU BINACIONAL

ITAUSEG SAÚDE

JUDICEMED - PLANO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA E HOSPITALAR DA ASSOCIAÇÃO DOS

MARÍTIMA

MEDIAL SAÚDE

MUNICIPAIS DE LONDRINA.

NOSSA SAÚDE OP. DE PLANOS PRIV. ASSIST. SAÚDE S/C LTDA

OPERADORA DE PL. PRIV. DE ASSIST. Á SAÚDE - CONSAUDE

OURODONT - SISTEMA DE SAUDE PROCLIN LTDA

PARANÁ ASSISTÊNCIA MÉDICA LTDA - PAM

PARANÁ CLÍNICAS - PLANOS DE SAUDE S/A

PETRÓLEO BRASILEIRO S/A

PLAN-ASSISTE – PROGRAMA DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL

POLI SAUDE OPERADORA DE PLANO DE SAUDE LTDA

PORTO SEGURO SAÚDE S/A

PROASA – PROGRAMA ADVENTISTA DE AUTOGESTÃO EM SAÚDE

SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE MARINGÁ

SANTA RITA SAÚDE S/C LTDA

SAÚDE IDEAL - IRM. STA. CASA DE MISERIC. CURITIBA

SESEF- SERVIÇO SOCIAL DAS ESTRADAS DE FERRO

SULAMERICA COMAPNHIA DE SEGURO SAÚDE

UNICLÍNICAS PLANOS DE SAUDE LTDA


*** A Abramge – Associação Brasileira de Medicina de Grupo – e a Fenasaúde – Federação Nacional de Saúde Suplementar - declararam, através de ofício, que não negociarão coletivamente com as entidades médicas. Sendo que, para efeitos de manifestação, a classe médica entende que as operadoras que não se manifestaram individualmente acolheram a posição de suas representantes.
Fonte : Simepar



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1144 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)