Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

DF: sindicato abre canal para denúncias


Foto: Divulgação/internet
DF: sindicato abre canal para denúncias
A entidade pediu ao CRM/DF a abertura de sindicância contra o secretário de Saúde e também orienta médicos como garantir sua segurança jurídica diante do caos na saúde pública.


27/11/2012
Médicos gineco-obstetras de todas as Regionais de Saúde do DF compareceram na sede do SindMédico-DF, na noite da última quarta-feira (21). Foi uma reunião originalmente agendada com os médicos dessa especialidade lotados no Hospital Regional do Gama (HRG) e que foi estendido aos demais, após as declarações feitas pelo secretário de Saúde, atribuindo o parto realizado na porta do banheiro do Hospital Regional de Ceilândia a negligência médica, sem que nem ao menos tivesse sido aberta sindicância.

Por conta dessa decalrações, o presidente do sindicato, Gutemberg Fialho, entregou nas mãos do presidente do Conselho Regional de Medicina (CRM/DF), Iran Augusto Carvalho, pedido de abertura de sindicância contra o secretário de Saúde do Distrito Federal, por infração ao Código de Ética Médica. No âmbito judicial, a assessoria do sindicato estuda outras formas de interpelação do secretário.

O promotor titular de Defesa da Saúde do Ministério Público do Distrito Federal, Jairo Bisol, participou da mesa e acompanhou os relatos dos médicos sobre as condições inadequadas de trabalho a que estão submetidos. Por conta das queixas generalizadas o SindMédico-DF e o CRM-DF explicaram as condutas que devem ser adotadas por todos os médicos da SES-DF para garantir sua defesa em eventuais acusações e ilações como as feitas injustamente pelo secretário de Saúde.

Orientações para a segurança jurídica do médico:
1. Dê o atendimento aos pacientes dentro de suas possibilidades de trabalho. Deixar de fazê-lo caracterizaria omissão de socorro e daria motivo para responsabilização civil e criminal do médico.
2. Os doutores não devem ir além do que é estritamente sua função e dentro do seu horário de trabalho.
3. Os prontuários devem ser preenchidos com acuidade e qualquer ocorrência fora da normalidade do atendimento deve ser registrada em livro de ocorrência.
4. A obrigação do médico é a assistência aos pacientes. Trâmites burocráticos são funções dos gestores. O plantonista não é responsável pela condução de pedidos de remoção. Ele deve fazer os encaminhamentos necessários e inerentes à sua função. A operacionalização da remoção é de responsabilidade dos gestores ou de seus prepostos.

Denúncias
Um mecanismo importante para garantir a segurança dos médicos é tornar públicas as situações que podem colocar em risco o exercício profissional e que afrontem a dignidade e a segurança dos pacientes. Para tanto, o SindMédico-DF estabeleceu um canal para receber as denúncias: o blog Saúde por Inteiro (saudeporinteiro.blogspot.com) .

O SindMédico-DF preservará as fontes e assumirá a responsabilidade pelas denúncias. Os nomes dos denunciantes não serão divulgados.
Fonte : SinMédico-DF



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1114 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)