Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

RN: segundo Fora Rosalba marca a última manifestação do ano dos profissionais da saúde


Foto: Sinmed-RN
RN: segundo Fora Rosalba marca a última manifestação do ano dos profissionais da saúde
Greve da categoria completou 8 meses em dezembro e ainda não teve resposta satisfatória por parte do Governo.


02/01/2013
Em caminhada da Rua João Pessoa até o Hospital Ruy Pereira, os trabalhadores da saúde realizaram a última manifestação de 2012 na última sexta-feira, 28. A temática, mais um vez, foi o Fora Rosalba e o enterro simbólico da atual gestão estadual com o grito de guerra “Não dá, não dá, não dá pra aguentar, o povo está querendo Fora Rosalba já!”. O 1º Fora Rosalba ocorreu no último dia 15 de novembro.

"Não podemos ser omissos e nos calar diante de um Governo que realiza todo tipo de arbitrariedades. 2012 se encerra após 8 meses de luta, mas ainda estamos plenos de coragem", afirma o presidente do Sindicato dos Médicos do RN - Sinmed e da Federação Nacional dos Médicos - Fenam, Geraldo Ferreira.

O médico se refere à greve da categoria, que completou 8 meses em dezembro e ainda não teve resposta satisfatória por parte do Governo. Os médicos reivindicam 13,5% de reajuste do salário base a partir de janeiro de 2013, além de condições mínimas de trabalho; concessão em janeiro da incorporação da GDAC ao salário dos médicos aposentados, do ambulatório e cedidos; formação de comissão paritária SESAP/SINMED para definir, até março de 2013, a criação da carreira médica; piso Fenam; controle de frequência e concurso público

"Ou a governadora negocia com os servidores e dá assistência à saúde ou nosso grito não vai calar. A única preocupação dessa gestão é humilhar seus trabalhadores e enfraquecer sua população", enfatiza Geraldo Ferreira.

Santino Arruda, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Públicos da Administração Indireta – Sinai, afirmou que os trabalhadores chegaram ao fim do ano com uma demonstração de firmeza e lucidez.

A manifestação fez paradas em frente à Secretaria Estadual de Saúde – Sesap e à Câmara Municipal de Natal – CMN, além de paradas simbólicas no Ipern e em solidariedade aos servidores da Fundação José Augusto. Na CMN, o protesto foi contra o aumento do salário de vereadores, prefeito e vice-prefeito.

Na ocasião, também chamou-se atenção para a privatização dos hospitais universitários, em curso na gestão da Reitora da UFRN, Ângela Paiva.

Além de Sinmed, Fenam e Sinai, também estiveram presentes representantes do SindSaúde, Soern, CTB, Conlutas, Sipern, Sintest e Sindjorn.
Fonte : Sinmed-RN



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 876 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)