Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

PA: pediatras vão reduzir em 25% atendimentos pelos planos


Foto: Sindmepa
PA: pediatras vão reduzir em 25% atendimentos pelos planos
Para resolver a questão, a Sociedade Paraense de Pediatria (Sopape) reivindica a inclusão do procedimento de puericultura durante o atendimento.


21/01/2013
Os pediatras do Pará decidiram reduzir em 25% o atendimento pelos planos de saúde no Estado. A decisão é fruto da baixa remuneração dos pediatras pelas operadoras de planos de saúde, o que tem obrigado dezenas de profissionais da área a migrar para outras áreas de especialidade.

Para resolver a questão, a Sociedade Paraense de Pediatria (Sopape) reivindica a inclusão do procedimento de puericultura durante o atendimento, o que deve ser atendido pela cooperativa Unimed, a única que participou de uma reunião promovida pela Sociedade na noite de quinta-feira (17), no Sindmepa.

“Trata-se de mais uma etapa na luta pela valorização profissional que passa pelo atendimento das crianças”, enfatizou a doutora Rejane Cavalcante, presidente da Sopape.

Para qualificar ainda mais o movimento, o médico Eduardo Vaz, presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria, também está participando do debate sobre os rumos da pediatra em Belém. Para ele, a luta pela remuneração adequada tem um pano de fundo. Atualmente, o valor de uma consulta para os médicos é de até R$55. Eduardo Vaz entende como remuneração correta R$140. “Lutamos pela identificação da doença antes dela se manifestar. Para isso, é necessário que o médico passe mais tempo analisando as crianças, o que define o procedimento de puericultura”, disse.

Na manhã seguinte (18) os pediatras foram recebidos em audiência pelo Secretário de Estado de Saúde, Hélio Franco que elogiou a atuação da categoria em favor de uma política pública de saúde melhor para as crianças no Brasil. Eduardo Vaz disse que o Pará é referência na pediatria brasileira e destacou que é preciso envolver a família nos cuidados com as crianças.

“A maioria dos pais não sabem cuidar das crianças. E a nossa função enquanto médico é ensinar esses papais e mamães a cuidar dessas crianças”. Ele disse que a maioria dos problemas de doenças crônicas degenerativas que afetam os adultos, têm originem na infância, daí a necessidade de se cuidar bem da saúde e da nutrição infantil.

PUERICULTURA

O procedimento de puericultura vai proporcionar mais tempo de atendimento no consultório ao bebê e a família. Rejane Cavalcante afirma que atualmente “os pediatras estão sobrecarregados e tendo que atender a muitas crianças por dia. E muitas vezes não tendo tempo suficiente para se dedicar a alguns detalhes na consulta. Com a Puericultura será possível aumentar o tempo de atendimento e acompanhar não só o bebê, mas também o cuidador daquela criança”.

A Sopape tem cerca de 300 pediatras no Estado associados. Menos da metade tem consultório. Isso porque os valores repassados pelos planos de saúde quanto às consultas não são suficientes para manter a qualidade de um consultório pediátrico.

Fonte : Sindmepa com informações da assessoria de imprensa da Sopape



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 994 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)