Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

AC: situação do hospital regional de Brasiléia pode ser denunciada à OEA


Foto: Freud Antunes / Assessoria Sindimed-AC
AC: situação do hospital regional de Brasiléia pode ser denunciada à OEA
Estado do Acre já foi condenado, em Ação Civil Pública, para fazer as adequações no Hospital das Clínicas Raimundo Chaar.


04/03/2013
A situação do Hospital da Clínicas Raimundo Chaar, do município de Brasiléia, cidade situada a 237 km de Rio Branco, capital do Acre, pode fazer com que a Federação Nacional dos Médicos (Fenam) inclua aquela unidade de saúde em uma relação que será enviada em breve à Corte Interamericana dos Direitos Humanos, sediada na Organização dos Estados Americanos (OEA), para mostrar as precárias condições da saúde pública em municípios do Brasil.

"Essa denúncia pretende mostrar que as condições que o Brasil oferece com relação à saúde da população, em muitos municípios do país, são um desastre, um descaso e em Brasiléia isso existe", explica o presidente do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindimed/AC), José Ribamar.

O hospital foi visitado na última sexta-feira (1) por representantes da entidade estadual, que constataram diversos problemas no local. Para Ribarmar, atualmente aquele hospital não possui qualidades mínimas para prestar o atendimento que a população necessita.

"Estamos bastante preocupados, principalmente por se tratar de uma unidade de saúde que atende a demanda também de pacientes oriundos das cidades vizinhas, Epitaciolândia e Assis Brasil", ressalta.

Segundo ele, a unidade já foi alvo de diversas reclamações enviadas ao Conselho Regional de Medicina (CRM/AC), ao Conselho Federal de Medicina (CFM) e ao Ministério Público do Estado, inclusive com a instauração de uma ação civil pública.

"Foi instaurada uma ação civil pública contra o Estado porque a situação é muito precária, a estrutura do hospital foi abalada com a última enchente. O Estado já foi condenado pela Justiça para que fossem promovidas as adequações necessárias", diz José Ribamar.

Ele destaca que os profissionais que atuam na unidade não conseguem executar os serviços com efetividade, fato que está prejudicando a qualidade do atendimento e, algumas vezes, colocando em risco a saúde dos pacientes que buscam auxílio.

Na verdade, precisamos de outro hospital, a demanda é muito grande"
Leunice Assis, diretora do hospital regional de Brasiléia/AC
A administração do hospital falou para o G1, que vão tomar as providências indicadas pelo Sindimed/AC assim que receberem o relatório final da vistoria. "O que for demanda da unidade, nós vamos tentar melhorar. O que for do Estado iremos mandar pro Estado resolver", afirmou Leunice Assis, diretora do hospital.

"Na verdade, precisamos de outro hospital, a demanda é muito grande. Atendemos todo mundo que vai na unidade e a maioria é caso de posto de saúde", destacou a diretora.

De acordo com o administrador da unidade, Vildomar Cabral, já foi aprovado junto a Caixa Ecônomica, o projeto para a construção de um novo hospital. "O que falta agora é o processo licitatório", concluiu.
Fonte : G1 Acre



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 972 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)