Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Centrais sindicais realizam marcha por mais recursos para a Saúde


Foto: Divulgação/Internet
Centrais sindicais realizam marcha por mais recursos para a Saúde
Já existe cerca de 700 mil assinaturas.


05/03/2013
No dia 6 de março, a partir das 9 horas, o Movimento Nacional em Defesa da Saúde Pública, o Saúde+10, participará da 7ª Marcha das Centrais Sindicais e Movimentos Sociais, que entre suas reivindicações incluirá a luta para que 10% dos recursos correntes da União sejam destinados à Saúde.

A iniciativa visa, de maneira contínua e crescente, trazer mais cidadãos à consciência dessa ampla mobilização nacional que dará à sociedade o direito de definir a priorização da saúde como bem maior, e, por sua vez, garantir um direito constitucional.

"Os usuários do Sistema Único de Saúde são os trabalhadores e suas famílias e envolvê-los na luta por mais recursos para a saúde é fundamental para alcançarmos um milhão e quinhentas mil assinaturas que o Projeto de Lei de Iniciativa Popular necessita para ser encaminhado ao Congresso Nacional. Mais recursos para o SUS é criar condições para melhorar os serviços de saúde e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores", avaliou Ronald Ferreira dos Santos, coordenador do movimento nacional.

Até o final do ano passado, o primeiro balanço de coleta de assinaturas feita pela coordenação da campanha nacional apontava que cerca de 700 mil já tinham sido obtidas, fruto do esforço de sindicatos, conselhos profissionais, parlamentares e diversas entidades que participam do movimento.

Após a marcha, representantes das entidades que participam do movimento se reúnem para fazer um novo balanço da coleta das assinaturas e traçar o plano de trabalho para o próximo período.

A mobilização de sindicalistas em Brasília "Em defesa da cidadania, do desenvolvimento e da valorização do trabalho", retoma a pauta aprovada na Conclat - Conferência Nacional da Classe Trabalhadora que têm como foco a defesa do desenvolvimento do país com valorização do trabalho e distribuição de renda. "Daí a pertinência de destacar a defesa do SUS e da saúde entre as bandeiras dos trabalhadores", explica Ronald Ferreira.

O movimento Saúde + 10 aproveitará a mobilização de milhares de trabalhadores para coletar mais assinaturas e envolver entidades que ainda não estejam incorporadas ao movimento.
Fonte : Política & Poder - Saúde Suplementar



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1037 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)