Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

DF: negociação do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS)


Foto: SindMédico-DF
DF: negociação do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS)
O presidente do SindMédico-DF, Gutemberg Fialho, e o secretário especial de Assuntos Políticos, Carlos Fernando, se reuniram com o governador Agnelo Queiroz.


18/04/2013
Após um ciclo de reuniões com o secretário de Administração Pública, Wilmar Lacerda, a negociação da reformulação do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS) dos médicos servi-dores da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) chegou ao gabinete do governador Agnelo Queiroz. Segundo Lacerda, depois de feitos os estudos e projeções pela Secretaria de Estado de Administração Pública (SEAP/DF), está nas mãos do governador o fechamento de um acordo com o Sindicato dos Médicos do Distrito Federal (SindMédico-DF).

O presidente do SindMédico-DF, Gutemberg Fialho, e o secretário especial de Assuntos Políticos, Carlos Fernando, se reuniram com o governador Agnelo Queiroz, com o secretário Wilmar Lacerda, e com o secretário de Saúde, Rafael Barbosa nesta segunda-feira, 15, para discutir o novo PCCS. A primeira-dama, Ilza Queiroz, também esteve presente.

Agnelo ouviu as explicações de Lacerda e, quebrado o gelo após meses sem entendimento, demonstrou receptividade aos argumentos de Gutemberg e Carlos Fernando, que apresentaram propostas de melhoria às tabelas apresentadas pela SEAP. O sindicato abriu as negociações com o governo já com estudos, propostas e tabelas feitas e, durante todo o processo, destrinchou cada uma das contrapropostas apresentadas.

"É de nosso interesse criar as condições para atrair e fixar profissionais médicos no serviço público", disse o governador. "“Esta última proposta que vocês me apresentam é interessan-te. Só peço alguns dias antes de anunciarmos um entendimento", afirmou ao pedir prazo para análise de impacto no orçamento do GDF.

"A perspectiva é favorável à breve concretização de um acordo benéfico para os médicos, para o próprio governo e para a cidade, que reclama por mais colegas nas unidades públicas de atendimento. Agora está nas mãos do governador a conclusão deste longo processo de negociação. Estamos otimistas”", afirma Gutemberg Fialho.
Fonte : SindMédico-DF



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 2172 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)