Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

RS: prefeitura negocia plano de carreira com médicos


Foto: Simers
RS: prefeitura negocia plano de carreira com médicos
O MP investiga a ocorrência do crime de improbidade administrativa.


19/04/2013
A prefeitura de Cachoeira do Sul vai abrir mesa de negociações com os médicos municipários a fim de discutir a criação de plano de carreira para a categoria.

A garantia foi dada pelo prefeito Neiron Viegas e pela secretária municipal de Saúde, Marta Caminha, em reunião com o SIMERS no final da manhã desta quarta-feira. O Executivo deve publicar portaria com a finalidade de instaurar oficialmente o grupo, a ser composto de forma paritária (cinco médicos e cinco representantes da administração). A primeira reunião entre as partes foi marcada previamente para o dia 8 de maio, às 16h.

A mesa de negociação, como mecanismo de reanálise do exercício profissional na atenção básica como um todo, é uma reivindicação dos 23 médicos envolvidos. Nos últimos 30 dias, eles têm sofrido cobranças por cumprimento de carga horária, em virtude de inquéritos abertos no Ministério Público e no Tribunal de Contas do Estado. O MP investiga a ocorrência do crime de improbidade administrativa. O debate chegou à imprensa local, e alguns profissionais da rede básica tiveram seus nomes publicados em reportagens desabonadoras.

“Somos favoráveis ao cumprimento da carga horária, mas deve haver salário compatível com o mercado e melhores condições de trabalho”, ponderou a vice-presidente do SIMERS, Maria Rita de Assis Brasil. “Há de se destacar também que não houve má-fé dos colegas em trabalharem por tarefas, visto que a situação já era esta ao ingressarem no serviço público”. Segundo os depoimentos, desde 1991, por meio de acordo tácito com a SMS, os médicos atendem 15 fichas por dia nos postos.

O prefeito Neiron Viegas eximiu sua gestão da responsabilidade como fonte das informações publicadas em um dos jornais da cidade. “Nunca tivemos nada a ver com isso, execramos a exposição de nomes”. De acordo com a secretária Marta, os médicos realmente precisam de um olhar diferenciado. “Queremos algo com resultado parecido ao que Porto Alegre fez. Ninguém é tão duro que não possa negociar e tão alienado que não perceba nossos limites. Podemos chegar a um termo comum“.

O SIMERS, contudo, quer a chancela do MP em nome da segurança jurídica. “A situação de desgaste precisa ser estabilizada, pois daqui a pouco haverá risco de desassistência”, lembrou Maria Rita. Por isso, houve encontros também com as promotoras Giani Pohlmann Saad e Marcela Romera. Os médicos municipários presentes relataram suas preocupações. “Cada vez o quadro fica mais enxuto, ninguém quer trabalhar aqui, por causa das péssimas condições e do salário muito baixo. O cenário criado faz parecer com que sejamos monstros”, disse Tadeu Gomes. “Levamos a culpa por falta de exames e medicações. Não há raios-x, ultrassom, a média complexidade não existe. A cidade não tem ortopedista, cardiologista,endocrinologista, e oftalmologista só pra março de 2014”, lembrou Carla Oliveira, médica da ESF5.

As promotoras Giani Saad e Marcela Romera pediram um relatório das deficiências, com provas das necessidades, urgências e riscos aos pacientes. O Ministério Público também será informado pela prefeitura do andamento das negociações do plano de carreira. Isto, todavia, não afetará o andamento do inquérito aberto.

À noite, os municipários reuniram-se em nova assembleia, no auditório da Unimed. Na oportunidade, definiram os nomes dos integrantes da comissão paritária e debateram as possíveis medidas judiciais para frear as acusações publicadas nos jornais locais.
Fonte : Simers



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 738 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)