Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

RS: pacientes superlotam IAPI por falta de transporte para leitos


Foto: Divulgação/Internet
RS: pacientes superlotam IAPI por falta de transporte para leitos
Em 20 anos, a Capital teve redução de 60% das vagas do SUS para o setor.


29/04/2013
O Sindicato Médico do RS (SIMERS) constatou a superlotação do Pronto Atendimento (PA) 24 Horas e Unidade de Internação em Saúde Mental IAPI na tarde desta sexta-feira (26). Com 15 leitos adultos, o local estava com 29 pacientes internados, quase o dobro da capacidade instalada.

A crônica falta de leitos hospitalares psiquiátricos para transferir os doentes é apontada como o maior problema pelos médicos que trabalham na unidade. “Esta internação involuntária parece até uma piada. Não tem leito nem para quem quer se tratar”, comentou o psiquiatra do plantão. Os pacientes permanecem no PA no máximo 72 horas, mas muitas vezes este limite é extrapolado por falta de leito.

De acordo com a coordenação do PA, dos 29 internados, 14 conseguiram leitos para serem transferidos para hospitais da rede pública. No entanto, faltava transporte. Até porque, macas da SAMU ficam retidas no local para acomodação do doente mental. A lotação do serviço é diária, pois a média é de 19 internações. “Está situação será relatada na audiência pública do GEAD Saúde do Fórum Democrático da Assembleia Legislativa, no dia 12 de junho, no Plenarinho”, adiantou a secretária geral do SIMERS, Ana Maria Martins. A dependência de crack responde por 60% dos atendimentos da unidade, administrada pelo Mãe de Deus.

Em 20 anos, a Capital teve redução de 60% das vagas do SUS para o setor. Em 2007, a condição de atendimento gerou interdição do Pronto Atendimento Cruzeiro do Sul (PACS), a maior existente no SUS fora de hospital no Estado. “A situação é preocupante e piora com a expectativa de fechamento de 48 leitos psiquiátricos do Hospital Espírita – referência no tratamento de doença mental – por falta de falta de financiamento público”, enfatizou Ana Maria.

O SIMERS informará a situação ao Ministério Público e analisa medidas possíveis para manutenção dos leitos existentes e abertura de novos.


Superlotação das duas emergências psiquiatras do SUS na Capital em janeiro

No dia 23 de janeiro deste ano, as duas principais emergências do SUS para saúde mental, principalmente dependência química, de Porto Alegre operavam superlotadas. Além da emergência do Postão do Cruzeiro, a do IAPI também estava com mais doentes que a capacidade. No final da manhã, eram 25 pacientes para 15 leitos, ou seja, 66% acima das vagas.

Parte dos casos foi levada pelo SAMU para o local durante a noite e madrugada, devido superlotação do PACS. Como não há estrutura para abrigar este número de casos, o SAMU teve de deixar no local macas das ambulâncias para os doentes. Dependentes químicos e com transtornos mentais estavam em colchões no chão na emergência psiquiá
Fonte : SIMERS



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1184 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)