Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar




Palavras-chave

SC: médicos da rede municipal mantêm paralisação


Foto: Divulgação/Internet
SC: médicos da rede municipal mantêm paralisação
Classe reivindica o reajuste salarial com data-base de janeiro


30/04/2013
Após mais uma tentativa de negociação, os médicos da rede municipal de Saúde decidiram manter a paralisação dos serviços por tempo indeterminado. A classe reivindica o reajuste salarial, cuja data-base é em janeiro, mas até agora não sabem qual será o percentual de aumento.
Em assembleia realizada na manhã da última sexta-feira, dia 26, os médicos decidiram manter a greve. Durante assembleia os médicos entenderam que diante da contraproposta apresentada pela Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), o não pagamento do retroativo referente à data base, não contemplou a classe.Entretanto, em relação aos outros itens, a categoria aceitou que seja implantado para janeiro de 2014.

O Sindimed enviou ofício a Prefeitura de Aracaju, notificando do resultado da assembleia e marcou outra assembleia para esta terça-feira, dia 30, às 8 horas na sede do Sindimed, e pela tarde uma mobilização na Câmara Municipal, às 14 horas. Caso a greve seja extinta na terça-feira, o ato, também poderá ser suspenso.

O diretor do Sindimed, José Menezes ressalta que a proposta feita pelo prefeito não agradou a classe e garantiu que ficarão parados por tempo indeterminado. “Faremos uma nova assembleia no próximo dia 30 e ficaremos parados, até que o prefeito pague o retroativo dos meses de Janeiro, Fevereiro e Março. Não queremos perder a data base de janeiro e ele (prefeito) disse que só será a partir de abril. A inflação de 12 meses são de 6,1 e ele anunciou 5%, portanto não aceitamos e queremos receber o retroativo desses três meses”, disse Menezes

PMA

De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal da Saúde, a cúpula está reunida neste momento para discutir a situação. Ainda segundo a assessoria, os médicos não aceitaram a contra proposta, mas a classe médica não aceitou.
Fonte : Simesc com informações do Infonet



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 823 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)