Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Diretoria de Defesa Profissional apresenta propostas de modernização da CBHPM


Foto: AMB
Diretoria de Defesa Profissional apresenta propostas de modernização da CBHPM
Zilli explicou que o tema da rehierarquização está parado há anos dentro da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)


01/05/2013
Durante reunião do Conselho de Defesa Profissional da AMB, realizada na última sexta-feira, 26 de abril, Emílio César Zilli, diretor de Defesa Profissional, anunciou duas propostas tendo em vista a modernização e reorganização da CBHPM. Uma refere-se à ANS e à tentativa de rehierarquizar a Classificação; a outra, à nova sistemática de funcionamento da Comissão Nacional de Honorários Médicos e Câmara Técnica da CBHPM.

Primeiramente, Zilli explicou que o tema da rehierarquização está parado há anos dentro da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), pois nunca houve consenso entre operadoras de planos de saúde e médicos. “Entendemos que é necessário fazer esse trabalho de rehieraquização, pois há muitas discrepâncias em relação ao que é pago ou não na saúde suplementar, e esta seria uma forma de afinarmos o discurso e homogeneizarmos o mercado”, falou.

“Creio que agora seja o momento de, principalmente, regularmos o mercado. É esta discussão que está tomando corpo e devemos assumi-la e coordená-la. No bojo deste assunto, estamos debatendo outras coisas importantes com a ANS, como contratualização”, explicou Zilli.

O segundo tema tratado no encontro refere-se à dinâmica nova para solicitação de alterações na CBHPM. A Comissão Nacional de Honorários Médicos, formada por uma base de avaliação fundamentalmente técnica, funcionará agora como um filtro às demandas. As Sociedades deverão enviar a este grupo os pedidos de alteração de portes e inclusão ou exclusão de procedimentos, conforme formulário específico. Os membros da CNHM avaliarão itens como custo/ efetividade e força das evidências científicas.

Se aprovado na CNHM, o pedido segue para a Câmara Técnica da CBHPM. Composto também por representantes das operadoras de saúde, o grupo fará a avaliação sobre a alteração solicitada.

“Estamos modernizando e reorganizando a CBHPM, por isso os pedidos agora precisam ter um embasamento técnico, científico e econômico, até para que facilite a incorporação no rol da ANS”, disse Zilli.

A diretoria de Defesa Profissional pediu também às Sociedades de Especialidade que elaborem diretrizes de utilização (DUTs) para os principais procedimentos realizados por cada área. A ideia é que este material contenha as indicações clínicas, para quais patologias é indicado o procedimento em questão, quais são os procedimentos excludentes ou que façam parte do procedimento principal, incluindo as vias de acesso.
Fonte : AMB



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1031 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)