Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Greve geral dos médicos: após pronunciamento de Dilma, médicos brasileiros pedem paralisação das atividades


Foto: Divulgação/Internet
Greve geral dos médicos: após pronunciamento de Dilma, médicos brasileiros pedem paralisação das atividades
Coletiva de imprensa na próxima quarta-feira (26), anunciará calendário de manifestações e possível greve nacional dos médicos brasileiros contra a importação de médicos formados no exterior.


24/06/2013
A Federação Nacional dos Médicos (FENAM) em conjunto com o Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Médica Brasileira (AMB) convocam coletiva de imprensa para a próxima quarta-feira (26), em São Paulo, para anunciar um calendário de manifestações e uma possível greve nacional dos médicos brasileiros contra a importação de médicos formados no exterior.

Após pronunciamento da presidenta Dilma Rousseff, na última sexta-feira (21), de que irá "trazer de imediato milhares de médicos" estrangeiros para atuarem no Brasil, um clamor social foi iniciado nas redes sociais para que as entidades médicas organizem a mobilização.

O presidente da FENAM, Geraldo Ferreira, que em nome da entidade representa 53 sindicatos médicos em todo o país, não vê, diante do exposto, outra alternativa senão uma paralisação geral da categoria como forma de alerta e protesto contra a medida.

"Afinal a quem o Governo quer entregar a saúde da população? A iniciativa põe em risco a saúde das pessoas. Não podemos colocar médicos para atender a saúde do povo sem sabermos se eles têm conhecimentos e competências para diagnosticar doenças típicas brasileiras. Esses médicos não entenderão as demandas dos pacientes, não falarão nossa língua e o pior, não saberemos a procedência nem o nível de qualificação destes profissionais," enfatiza Ferreira.

A FENAM defende de forma emergencial que o Governo realize concurso público nacional para dar oportunidade aos médicos brasileiros de trabalharem de forma adequada, com salários justos e condições de trabalho.

"Cerca de 17 mil médicos são lançados anualmente no mercado brasileiro. Muitos estão subempregados, vivendo de bicos ou com contratos precários . Um concurso público, com atrativos e salários decentes resolveria o problema a curto prazo," destaca Ferreira.

Na ocasião, o vice-presidente da Confederação Médica Latino Americana e do Caribe (CONFEMEL), Douglas Natera, abordará as experiências negativas já enfrentadas na America do Sul com a importação de médicos.

Os presidentes do CFM, Roberto D´Ávila, e da Associação Médica Brasileira, Florentino Cardoso também estarão presentes para esclarecimentos.

COLETIVA DE IMPRENSA
Dia 26 de junho (quarta-feira)
Horário: 10h
Local: Sede da Associação Médica Brasileira
Rua São Carlos do Pinhal, 324 - Bela Vista - São Paulo – SP

Informações:
Assessoria de Comunicação da Federação Nacional dos Médicos (FENAM)
(61) 3042 3706 ou (61) 9802-8751
www.fenam.org.br | imprensa@fenam.org.br



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 8172 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)