Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

FENAM elabora manual de direitos humanos para os médicos


Foto: Fernanda Lisboa
FENAM elabora manual de direitos humanos para os médicos
Representantes da FENAM, na sede da entidade, juntamente com a advogada da União na Secretaria de Direitos Humanos da Presidência.


23/10/2013
A Federação Nacional dos Médicos (FENAM) juntamente com a Clínica de Direitos Humanos do Centro Universitário de Brasília (UniCEUB) está elaborando um manual de direitos humanos voltado para a categoria médica. A produção surgiu de demanda da entidade a partir de avanços na discussão sobre a violação do tema na saúde. Em reunião nesta terça-feira (22), foram definidos maiores detalhes da ação que tem por objetivo promover a interação entre as duas áreas, fornecendo aos médicos ferramentas sobre direitos humanos aplicados à medicina.

"O manual vai ser importante no sentido de instrumentalizar o acesso ao sistema visando o conhecimento e até mesmo o contato com organismos para questionar gestores e governos nas situações em que há precarização na saúde", explicou o secretário de direitos humanos, discriminação e gênero da FENAM, José Roberto Murisset.

A ponte da federação com o UniCEUB é advogada da União na Secretaria de Direitos Humanos da Presidência, Aline Albuquerque. Ela já palestrou em eventos da entidade que abordaram o tema e desde então, assumiu parceria para realizar ações de capacitação, como cursos, palestras, seminários e estudos para aprofundar o debate no âmbito da saúde brasileira.

O presidente da FENAM, Geraldo Ferreira, ressalta que as ações da entidade veem coroando a importância que a atual gestão dá a duas bandeiras em especial: a defesa dos direitos humanos na saúde e a desprecarização do trabalho médico. A primeira versão do manual deve estar pronta no mês de dezembro e o lançamento está previsto para fevereiro de 2014. Também esteve na ocasião o presidente da Associação Nacional de Médicos Peritos (ANMP), Jarbas Simas.

Confira à abordagem do manual:

CAPÍTULO 1: SAÚDE E DIREITOS HUMANOS
CAPÍTULO 2: DIREITO HUMANO À SAÚDE
CAPÍTULO 3: MECANISMOS JURISDICIONAIS E SEMIJURISDICIONAIS DO DIREITO HUMANO À SAÚDE
CAPÍTULO 4: OS MÉDICOS E OS DIREITOS HUMANOS
4.1. Humanização da relação médico-paciente
4.2. Os médicos como promotores dos direitos humanos
4.3. Consentimento informado do paciente e direitos humanos
4.4. A violação dos direitos humanos dos médicos
4.5. Assegurando os direitos humanos dos pacientes
CAPÍTULO 5: DOCUMENTOS LEGAIS NACIONAIS E INTERNACIONAIS
Fonte : Fernanda Lisboa



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 1467 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)