Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar




Palavras-chave

Estudo indica rela??o entre fumo, obesidade e sedentarismo com risco de disfun??o er?til



05/07/2006
A m? not?cia: fumo e obesidade podem aumentar o risco de disfun??o er?til. A boa: exerc?cios f?sicos mostraram ter um impacto significativo na diminui??o do mesmo risco. As conclus?es s?o de um estudo feito por pesquisadores da Escola de Sa?de P?blica Harvard, nos Estados Unidos.



? a primeira pesquisa de larga escala feita no pa?s que examinou rela??es entre disfun??o er?til e obesidade, cigarro, ?lcool e vida sedent?ria. Os resultados foram publicados na edi??o de julho do The Journal of Urology.



Os autores, liderados por Constance Bacon e Eric Rimm, analisaram 22.086 homens de 40 a 75 anos que, antes de 1986, foram descritos com quadros de fun??es er?teis boas ou muito boas e sem casos de doen?as graves.



Entre os participantes, 17,7% acusaram quadro de disfun??o er?til entre 1986 e 2000. Os cientistas ajustaram os resultados para levar em conta aqueles que foram diagnosticados com c?ncer de pr?stata no per?odo, uma vez que tratamentos da doen?a, como radia??o ou cirurgia, podem causar o problema.



Os resultados apontaram que tanto o fumo como a obesidade estiveram associados ao maior risco de desenvolvimento da disfun??o er?til entre homens anteriormente saud?veis. Tamb?m foi verificado na atividade f?sica regular uma forte rela??o inversa com o problema.



?Encontramos um risco em m?dia 2,5 vezes maior dos obesos e sedent?rios na compara??o com os n?o-obesos que fizeram uma m?dia de 30 minutos de exerc?cios f?sicos vigorosos por dia. Para homens com menos de 55 anos, a diferen?a foi de quatro vezes?, disse Rimm, em comunicado da Escola de Sa?de P?blica Harvard. Obesidade foi definida como ?ndice de massa corporal superior a 30.



De acordo com o estudo, o uso de ?lcool n?o aumentou o risco do problema. Os resultados sugerem que disfun??o er?til e doen?as cardiovasculares podem ter muitos fatores de risco em comum e refor?am a import?ncia da atividade f?sica.



?Muitos homens podem decidir n?o mudar para um estilo de vida mais saud?vel, que inclua exerc?cios e uma dieta prudente, por achar que apenas poderiam desenvolver doen?as no cora??o d?cadas adiante. Esperamos que os resultados de nosso estudo ajudem a motivar os homens a adotar um estilo de vida mais ativo, de modo a evitar um problema que pode ser mais imediato do que eles imaginam?, disse Rimm.



O artigo A prospective study of risk factors for erectile dysfunction pode ser lido por assinantes do The Journal of Urology em www.jurology.com.





Fonte : Ag?ncia Fapesp - 05/07/2006



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 596 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)