Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

RS: definidas primeiras a??es para melhorar seguran?a em postos de sa?de da capital



19/12/2006
Maior integra??o entre servidores e a Guarda Municipal ser? a primeira a??o na busca por maior seguran?a nos postos de sa?de de Porto Alegre. No come?o de janeiro de 2007, os funcion?rios das unidades receber?o orienta??es dos guardas em semin?rios a serem realizados nos locais de trabalho. Ser?o repassadas, principalmente, dicas sobre como lidar com potenciais atritos com a popula??o, que podem acabar em agress?o, e com situa??es de viol?ncia, como furtos e roubos.



Essa foi a primeira defini??o nas negocia??es entre Sindicato M?dico do Rio Grande do Sul (SIMERS) e secretarias municipais da Sa?de (SMS) e a de Direitos Humanos e Seguran?a Urbana (MDHSU) na busca por medidas eficazes para conter a viol?ncia. Este ano, levantamento do SIMERS indicou 13 casos de furtos, roubos, amea?as e agress?es em postos. A vice-presidente do sindicato, Maria Rita de Assis Brasil, reuniu-se nesta segunda-feira (18/12), com os secret?rios Pedro Gus (Sa?de) e Kevin Krieger (Direitos Humanos).



Uma das medidas consideradas cruciais ? alterar a rotina de entrega de vales?transporte ? ser? discutida com o prefeito da Capital, Jos? Foga?a. Uma das propostas ? eliminar o repasse f?sico de vales, creditando o valor do aux?lio no sal?rio. Maria Rita avalia que a proximidade entre os servidores da sa?de e as equipes de seguran?a ? fundamental e refor?ou a necessidade de ado??o de nova sistem?tica para as passagens. ?Sabemos que os assaltantes ficam atentos aos dias de entrega. Garantir tranq?ilidade para o trabalho de m?dicos e demais funcion?rios ? nossa meta?, ressalta a vice-presidente do Sindicato M?dico.



A Guarda Municipal tem bases em oito regi?es da Capital e mant?m conex?o direta por r?dio com os mais de 120 postos e centros de sa?de do munic?pio. O titular da SMDHSU acredita que uma solu??o para a entrega das passagens eliminar? mais de 90% da viol?ncia. ?Em 2008, teremos a bilhetagem eletr?nica, que acabar? com o com?rcio ilegal de vales, motivo dos furtos?, projeta Krieger. ?Enfrentamos o mesmo impasse com os vales-refei??o. Depois que o recurso passou a ser pago diretamente ao funcion?rio, o problema desapareceu?.



O secret?rio da Sa?de prometeu novos estudos sobre a contrata??o de policiais militares inativos para a seguran?a das unidades. Conforme sua assessoria, a contrata??o ter? de ser autorizada pela C?mara de Vereadores por meio de Projeto de Lei. Um dos problemas a serem contornados ? o uso de armas pelos PMs, que n?o ? consenso entre os servidores, mas ? item obrigat?rio na a??o dos policiais. Kevin Krieger pondera que a atua??o de seguran?a armada dentro do posto pode atrair mais viol?ncia em vez de seguran?a.



Fonte : Imprensa Simers - 19/12/2006



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 671 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)