Sindicatos Médicos:

 
Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Fabricantes de cigarros assumem que fumo faz mal



23/09/2004
WASHINGTON - Os fabricantes de cigarros dos Estados Unidos reconheceram ontem os riscos causados pelo fumo ? sa?de, para escapar de uma a??o de US$ 280 bilh?es movida contra a ind?stria do tabaco pelo governo americano. Os produtores s?o acusados de forma??o de quadrilha, de terem escondido durante anos as provas sobre os riscos inerentes ao fumo, de terem seduzidos deliberadamente jovens e crian?as com an?ncios - para transform?-los em viciados - e de por toda a vida terem mentido, sugerindo que os cigarros light s?o menos nocivos.



A ind?stria do tabaco agora diz claramente ao p?blico que fumar causa c?ncer e depend?ncia e que ´´nenhum tipo de cigarro ? seguro´´, disse o advogado Theodore Wells ? ju?za de Primeira Inst?ncia Gladys Kessler, que preside a a??o. Wells defende o grupo Altria Inc., propriet?rio da Philip Morris, e j? disse, em outras ocasi?es, que algumas das atitudes dos produtores eram ´´equivocadas, err?neas e lament?veis´´.



A procuradoria dos EUA afirma que os fabricantes de cigarro se envolveram em um esquema criminoso por 50 anos, conspirando para enganar os consumidores.



Antes do julgamento, a ju?za Gladys Kessler disse que o governo dos EUA s? poder? receber os US$ 280 bilh?es se provar que os produtores violaram leis federais contra a forma??o de quadrilha e se ficar claro que provavelmente o far?o novamente no futuro.



Segundo as empresas, um veredicto como esse destruiria todo o setor.



- Se conseguiram dinheiro de forma fraudulenta, esse dinheiro n?o lhes pertence - afirmou o advogado do governo americano, Frank Marine, no primeiro dia de julgamento.



Um acordo de 1998 com 46 estados dos EUA impede que a Philip Morris e outras empresas fabricantes de cigarro vendam seus produtos a crian?as, tornando improv?vel a viola??o, no futuro, da Lei Federal das Organiza??es Corruptas e Influenciadas pelo Crime Organizado, conhecida como RICO e criada para combater o crime organizado e a forma??o de quadrilhas.



- Durante os ?ltimos anos houve uma mudan?a t?o profunda e fundamental no modo pelo qual as empresas de tabaco se comunicam com o p?blico americano a respeito dos riscos do fumo que n?o h? possibilidade de que ocorra um desafio ? RICO - disse Wells. - A partir de hoje, todo e qualquer r?u dessas a??es diz ao p?blico americano de forma clara e inequ?voca que fumar ? perigoso - completou.



Wells afirmou tamb?m que o comportamento da ind?stria no passado n?o constituiu uma conspira??o para a forma??o de quadrilha, de acordo com os termos previstos na lei RICO.



Al?m do grupo Altria e da Philip Morris - a maior fabricante de cigarros do mundo -, o Departamento de Justi?a dos EUA est? processando a R.J. Reynolds Tobacco Co., a Brown & Williamson Tobacco Corp., a British American Tobacco Investments Ltd. (da British American Tobacco Plc.), a Lorillard Tobacco Co. (da Loews Corp.), e o Liggett Group Inc. (do Vector Group Ltd.).



Nos discursos de abertura da sess?o de ontem, os advogados do Departamento de Justi?a disseram que cigarros com baixos teores de alcatr?o s?o t?o perigosos quanto os normais porque os fumantes tragam a fuma?a mais profundamente e fumam em quantidades maiores.



No debate de hoje os advogados das empresas disseram que cientistas e m?dicos pensavam que os cigarros com baixos teores de alcatr?o fossem mais seguros. O governo incentivou os consumidores a fumar produtos com baixos teores caso eles n?o conseguissem parar de fumar, disse a defesa.



- Nossa inten??o n?o era a de enganar as pessoas, mas fabricar e comercializar o que a comunidade do setor de sa?de p?blica desejava - disse William Newbold, advogado da Lorillard.





Fonte : JB Online/Bloomberg News



Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 634 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade FENAM
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da FENAM




Enquete

Você é filiado ao seu sindicato?


Não
Sim
Opa, selecione uma op��o.









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)